AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

Um pedaço de mim mora no Céu

por: Fran Rocha

sexta-feira, 31 de maio de 2019 - 09:10:00

Quando uma mãe perde um filho, todas nós perdemos um pouco.

Nós, porque também sou mãe.

Nós, porque também sou mãe de um anjo que há muito foi morar no céu.

Nós, porque não me permito que esta dor passe despercebida.

Nós, porque embora não os conheça, sua dor me toca no mais íntimo de minha alma.

Essa semana pudemos acompanhar através deste meio de comunicação, o triste incidente que deixou a todos com o coração tomado pela tristeza e comoção, o pequeno Davi foi morar no céu e se tornou mais uma estrelinha nessa imensidão em que nos encontramos.

Costumo dizer que nós mães de anjos somos seres incompletos, que apesar de todo tempo que se passe essa dor não acaba. Não é o ciclo natural que uma mãe se despeça prematuramente de um filho, mas a roda da vida na sua forma mais surpreendente e porque não dizer irônica, de ser, nos reserva tempos de dor e sofrimento que talvez não somos capazes de entender no momento.

A você, mãe de anjo, assim como eu, deixo-te um carinho em forma de palavra e desejo do fundo do meu coração, que a sua dor seja amenizada pelo carinho das pessoas que você ama e do seu pequeno, que de maneira breve cumpriu sua missão.

Você foi morada, foi luz, caminho e amor nessa jornada que inoportunamente foi interrompida, agora e para sempre você terá um anjo ao seu lado, que em vida foi imensamente amado. Mãe de anjo, não se entregue. Você é maior. Você é especial. Você é luz.

Ser mãe de anjo é viver com uma saudade que não quer ir embora, é acordar e ver que o dia não amanheceu menos triste e que o vazio insiste cada vez mais em ficar, mas ao mesmo tempo não perder a fé que dias melhores chegarão.

É, inevitavelmente, olhar para outras crianças e imaginar nosso anjinho e pensar que eles estariam do mesmo jeitinho. É dor que sufoca a alma, é pergunta que não se cala, afinal, por que eu?

Que a sua caminhada seja menos dura na companhia daqueles que te amam, e se assim for seu destino, desejo-te ainda um lindo arco-íris repleto de amor.

 

COMENTÁRIOS





Cartas para Pedro

Fran Rocha

A vida muda todos os dias, e nós temos que mudar com ela. Ser quatro em um já faz parte das nossas vidas e o segredo é sermos felizes e aprender muito com os ensinamentos da vida. Você vai se identificar, em algum momento, com o que tenho para contar.