AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
MUDANÇA

São do Paraná 30% das placas Mercosul já adotadas no Brasil

Se o proprietário quiser trocar de placa, poderá procurar o Detran-PR para efetuar o emplacamento

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019 - 11:25:00

O Detran-PR já aplicou aproximadamente 30% do total de placas Mercosul do país, conforme dados do Denatran. São cerca de 960 mil veículos com o novo modelo em todo o Brasil. No Paraná, desde a implantação, há dois meses, foram registrados registrou 272.640 placas no novo padrão.

O novo sistema de Placa Mercosul atende a Resolução 729 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). “A medida traz itens de segurança que permitem a melhor rastreabilidade dos veículos, o que dificulta seu uso indevido, como a clonagem”, explica o diretor-geral do Detran-PR, Cesar Kogut.

MESMO PADRÃO 

Para atender a Resolução 729, o Detran-PR publicou a portaria 074/2018 que tornou obrigatória a implantação da placa Mercosul no Estado.

A placa tem o mesmo padrão em todos os países do Mercosul. Tem também um código único com todos os dados de confecção da placa como a identificação do fornecedor e o número de série, data e ano da fabricação da peça. Inclui ainda o modelo do carro.

O sistema deve ser implantado em todo o país até o dia 30 de junho de 2019, porém, não são todos os casos que tem a necessidade de fazer a mudança. Além disso, não há uma data limite para a instalação da nova placa em toda a frota do país.
Confira em quais situações é necessária a adesão ao novo modelo:
- Primeiro emplacamento
- Aquisição de veículo
- Aquisição de veículo com troca de município
- Alteração de dados com complementação de placa
- Mudança de município
- Registro de outro Estado
- Troca de categorias
- Outros processos que necessitem a substituição de placas.

NÃO PRECISA 

Segundo o Contran, não haverá a obrigatoriedade de troca de placas para os veículos que já estão em circulação. O que significa que um veículo já emplacado poderá circular com o modelo atual até o fim da vida, se permanecer com o mesmo dono e no mesmo município.

Se o proprietário quiser trocar de placa, poderá procurar o Detran-PR para efetuar o emplacamento.

Uma vez emplacado com a chapa do novo padrão, o veículo poderá permanecer com ela mesmo se mudar de propriedade ou município, pois o novo padrão não traz identificação de cidade e de Estado, como ocorre no modelo atual.

COMENTÁRIOS