AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

Que falta que um abraço amigo faz!

por: Rogério Thomas

sexta-feira, 5 de março de 2021 - 09:47:00

De todos os horrores que a pandemia de coronavírus tem causado no mundo, destaco como um dos maiores o distanciamento social (mas vale destacar que é necessário, e temos que entender).

Brasileiro fala com as mãos, dá tapa nas costas, adora um aperto de mão. Abraço então, nem se fala.

No Brasil o abraço é tipo feijoada, típico do País.

Abraçamos de alegria, de tristeza, de amor. Abraçamos na despedida, na chegada, na reconciliação.

Abraçamos os conhecidos, os desconhecidos e até os inimigos.

Não dá pra explicar o quanto o abraço faz bem.

É como se aquela pessoa que te abraça estivesse dizendo: “Fique firme, tô aqui, com você!”.

O abraço dispensa palavras e aproxima as pessoas.

E de repente, de forma violenta, nos tiram o abraço.

Hoje não sabemos se cumprimentamos com o soquinho, com o cotovelo, ou se apenas movemos as sobrancelhas pra cima, tipo “Opaaa, bão?”.

Mas vai passar! A experiência da vida nos ensina que tudo passa, que o mundo gira, que as voltas são certeiras!

Talvez o mundo nunca mais volte ao normal (aquele normal que conhecemos antes da pandemia).

Mas de uma coisa tenho certeza: os abraços serão cada vez mais fortes e sinceros depois de tudo isso.

Sintam-se todos fortemente abraçados, com o maior carinho que alguém pode desejar nesse mundão de Deus!

 

COMENTÁRIOS





Somos todos filhos do mesmo Deus!

Rogério Thomas

Formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) em Comunicação Social - Bacharelado em Jornalismo. Já correu esse mundão de Deus, mas ainda não viu de tudo.