AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
ELEIÇÕES 2018

Propaganda eleitoral no rádio e tv termina nesta quinta (04)

Até lá os candidatos terão a oportunidade de tentar conquistar votos do eleitorado paranaense

terça-feira, 2 de outubro de 2018 - 12:59:00

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão do primeiro turno termina na próxima quinta feira (4 de outubro). Até lá os candidatos terão a oportunidade de tentar conquistar votos do eleitorado paranaense, que soma 7.971.087 pessoas.

Do eleitorado paranaense, 89,87% possuem biometria. Em todo o Paraná são 26.792 seções eleitorais, espalhadas em 4.844 locais de votação. Para atender toda essa demanda, 107.324 mesários vão atuar no próximo domingo (7).

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o maior local de votação é o Colégio Anglo Americano, em Foz do Iguaçu, com 12.437 eleitores.

Os eleitores que solicitaram voto em trânsito até o dia 23 de agosto poderão votar em nove cidades conforme escolhido previamente: Cascavel, Colombo, Curitiba, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Londrina, Maringá, Ponta Grossa e São José dos Pinhais.

PROPAGANDA ELEITORAL

Nessa segunda (1º), foram vinculados os penúltimos programas dos candidatos a governador, senador e deputados estaduais. Os aspirantes a esses cargos terão ainda a quarta (3) para angariar votos por meio do rádio e tv.

Já nestas terça (2) e quinta (4) serão as últimas oportunidades de candidatos a presidente e deputado federal mostrarem suas propostas na propaganda eleitoral gratuita.

Além dos blocos de 25 minutos, também encerra nesta quinta a veiculação de inserções de 30 e 60 segundos.

Na quinta-feira também é o último dia para os debates no rádio e televisão, admitida extensão do programa caso a transmissão comece na quinta e se estenda até às 7h de sexta (5).

BOCA DE URNA

A legislação proíbe a propaganda eleitoral de boca de urna no período da votação (7 de outubro, das 8h às 17h). A lei prevê detenção de seis meses a um ano, que pode ser convertida em prestação de serviços sociais, e multa.

Também é proibido no dia da eleição fazer comícios e carreatas, além de qualquer propaganda de candidato ou partido. O uso de alto-falantes também é vetado.

Além disso, é proibido o transporte de eleitores até o local de votação. Apenas a Justiça Eleitoral pode fornecer transporte e alimentação no dia da eleição.

COMENTÁRIOS