AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
CONHECER O PASSADO

Projeto que incentiva alunos a conhecer história da cidade é encerrado em Guarapuava

Durante todo o ano, os CMEIs e as escolas municipais desenvolveram atividades adaptadas ao perfil dos alunos

sábado, 14 de dezembro de 2019 - 16:40:00

Iniciado no começo do ano de 2019, o Projeto Minha Cidade Tem História, da Secretaria de Educação e Cultura, nasceu com a finalidade de incentivar os alunos da rede municipal de ensino a valorizarem ainda mais a história de Guarapuava. Durante todo o ano, os CMEIs e as escolas municipais desenvolveram atividades adaptadas ao perfil dos alunos. "O projeto busca resgatar a história de Guarapuava e fazer com que os alunos sintam-se parte construtora dela", explicou umas das coordenadoras do projeto, Marilene Schreiner.

As atividades estão em fase de conclusão nas escolas e CMEIs da rede municipal e, durante o mês de dezembro, seguem calendário próprio de apresentações. Na Escola Municipal Hildegard Burjan, o encerramento ocorreu nessa quinta feira (12 de dezembro), com quatro apresentações. Os alunos do 2° ano dançaram uma música gauchesca. "Eu estava com vergonha, mas passou. Eu gostei muito, eu estava treinando muito", contou a aluna Rhaissa Blasick, de oito anos, uma das dançarinas. Um dos integrantes da plateia era o avô da Rhaissa, que foi prestigiar o desempenho da neta. "Acho importante preservar essa cultura. Foi uma apresentação bonita", relatou José Pidorodeski.

O evento contou com exposição dos produtos feitos pelos alunos, como releituras das lendas guarapuavanas e danças típicas da região. Após a apresentação dos estudantes, o cantor guarapuavano Pedro Bonavigo, conhecido como Pedrão Gaiteiro, interpretou a música de sua autoria, A Ximbica do Pedrão, que cita um dos pontos turísticos da cidade, o rio Jordão. "Esse projeto em comemoração aos 200 anos foi desenvolvido durante o ano pelos professores. É o resgate da importância da memória da cidade", finalizou a diretora do colégio, Sandra Mara Carvalho Kultz.

COMENTÁRIOS