A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu temporariamente um homem, de 41 anos, por estupro de vulnerável contra o próprio filho, de 12 anos. A prisão foi realizada no sábado (18 de novembro), em Andirá, na região Norte do Estado. O indivíduo também foi autuado em flagrante por armazenamento de registro contendo cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. 

Durante cumprimento de mandado de busca e apreensão, os policiais apreenderam o celular do investigado e quatro pen drives. Os itens apreendidos ajudarão no andamento das investigações. 

Os fatos foram noticiados no dia 31 de outubro, pela mãe do menor de idade. 

De acordo com o delegado da PCPR Gabriel Caldeira, a prisão é importante especialmente diante da dificuldade que se tem em investigar crimes sexuais praticados contra crianças e adolescente.  

“A dificuldade está pelo fato desses crimes serem praticados dentro do ambiente doméstico, longe das vistas de testemunhas. A prisão temporária nos auxilia a angariar mais elementos e dificultar que o autor possa acessar remotamente dados, movimentar acervo e compartilhar conteúdo da criança ou adolescente que vem sendo vítima desse abuso sexual”, completa Caldeira. 

DENÚNCIAS

A PCPR realiza ações constantes de combate à violência sexual infantil. A população pode auxiliar com informações que auxilie investigações e localização de procurados.     

As denúncias podem ser feitas pelos telefones 197 da PCPR ou 181 do Disque-Denúncia. Se a violência estiver ocorrendo naquele momento, a pessoa deve acionar a Polícia Militar, por meio do 190.

Deixe seu comentário:

Veja Mais