AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
SOLIDARIEDADE

PMs guarapuavanos dão exemplo e doam sangue nesta segunda (25), Dia Nacional de Doação

Ato foi realizado na manhã de hoje (25 de novembro)

segunda-feira, 25 de novembro de 2019 - 10:58:00

Policiais militares do 16ºBPM de Guarapuava realizaram um ato de solidariedade e doaram sangue na manhã desta segunda feira (25 de novembro) no Hemocentro de Guarapuava.

Hoje, 25 de novembro, é o Dia Nacional do Doador de Sangue.” Cada gota de sangue vale uma gota de esperança, vida e saúde para quem mais precisa. Doar sangue é um ato de amor ao próximo”, enfatiza a assessoria do 16ºBPM em nota enviada à imprensa.
Estiveram presentes no ato de hoje o comandante do 26º GAC, Ten. Cel Arashiro, Comandante do 16°BPM Major Cubas, Cap. Leandro, Comandante da 1° Cia do 16°, Cap. Tratch Representando o Corpo de Bombeiros e demais oficiais e praças. “Nossos policiais estão continuamente salvando vidas, você pode salvar também!”, acrescenta a nota.

PARA SER DOADOR 

Estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 67 anos (menores de idade com autorização e presença do responsável legal); pesar no mínimo 51 quilos; estar descansado e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas quatro horas que antecedem a doação); apresentar documento oficial com foto (Carteira de Identidade, Carteira do Conselho Profissional, Carteira de Trabalho, Passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação).

Homens podem doar sangue a cada 60 dias e no período de 12 meses até quatro doações e mulheres em um intervalo de 90 dias e no período de 12 meses até três doações.

IMPEDIMENTOS TEMPORÁRIOS

Gripe ou resfriado: aguardar sete dias após a cura; diarreia: aguardar sete dias após a cura; durante a gravidez: 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana; amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses); ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação; tatuagem nos últimos 12 meses; piercing nos últimos 12 meses (piercing genital e oral 12 meses após a retirada); tratamento dentário: período varia de 1 a 7 dias; situações nas quais houve maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses) e outras situações a serem avaliadas.

IMPEDIMENTOS DEFINITIVOS

Hepatite viral após os 10 anos de idade; diabetes insulinodependente; epilepsia ou convulsão; hanseníase; doença renal crônica; antecedentes de neoplasias (câncer); antecedentes de acidente vascular cerebral (derrame); evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (Vírus HIV), doenças associadas ao HTLV I/II e doença de chagas.

 

 

COMENTÁRIOS