AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
QUALIDADE DE VIDA

Programa Esporte Para Toda Vida proporciona maior qualidade de vida para os paranaenses

São 114 núcleos espalhados por todo estado proporcionando qualidade de vida para a população, desde a criança até o idoso

quarta-feira, 26 de setembro de 2018 - 15:11:00

Com aproximadamente 15 mil atendimentos, o Esporte Para Toda Vida já é sucesso em seu primeiro mês de atuação. São 114 núcleos espalhados por todo estado proporcionando qualidade de vida para a população, desde a criança até o idoso. Além das modalidades sugeridas (atletismo, basquete, futsal, handebol e voleibol), alguns núcleos estão desenvolvendo outras práticas, como xadrez, caminhadas orientadas em família, slackline, ginástica para todas as idades e danças.

O programa, uma realização do Governo do Paraná por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo (SEET) em parceria com as prefeituras, é inovador no sentido de atender, com a supervisão de um profissional capacitado da área de Educação Física, um público bastante abrangente que poderá realizar exercícios e atividades físicas de forma correta e segura. Para tais aulas, são utilizados equipamentos públicos, como uma praça esportiva, arena multiuso ou academia ao ar livre.

"O estado, através da Secretaria do Esporte e do Turismo, está conseguindo uma melhoria na qualidade de vida das pessoas por meio das atividades propostas para crianças, adolescentes, adultos e idosos. O Esporte Para Toda Vida trabalha a prática esportiva como uma das principais ferramentas de prevenção, que é uma das melhores formas de diminuir nossos problemas de saúde, segurança e educação", destaca o secretário estadual do Esporte e do Turismo, João Barbiero.

A coordenadora do programa, Marcia Simoni Claro, também enfatiza o papel do programa na carreira dos acadêmicos contratados para atuar nas atividades, desde a elaboração de uma grade horária até o planejamento de um projeto, sempre supervisionado por um profissional de Educação Física. "Em relação às atividades, não tem nem como mensurar. A receptividade está muito boa, pois as pessoas, principalmente idosos que estavam ociosos, agora têm um horário de atividade específico, e isso é um incentivo maravilhoso. Nós estamos entregando realmente um produto de qualidade para a comunidade", explica Marcia Simoni.

Uma das beneficiadas do Esporte Para Toda Vida é Maria José Vilas Boas de Morais, de 64 anos, que participa das ações em Florestópolis. Ela participa três vezes na semana e agradece a oportunidade de poder com a prática ter uma vida melhor e mais produtiva. "Nós fazemos vários tipos de atividades na quadra, físicas e também para a mente. Temos aulas aeróbicas, caminhada, atividades com bola que a professora leva para nós. Esse programa melhorou muito nossa cidade, porque crianças e até nós, idosos, podemos participar. Isso melhora na socialização, na segurança e na saúde de todo mundo que está participando", descreve Maria.

Mesmo com apenas um mês de atuação, a coordenadora Marcia Simoni já pôde constatar que os objetivos estão no caminho certo para serem concretizados. "Se nós, depois desse projeto, conseguirmos fazer com que as pessoas que participam tomem o gosto pela atividade física eu acho que a nossa sementinha já foi plantada. Queremos ver adultos e idosos que serão ativos e crianças que tomarão gosto pelo esporte. Não tenho dúvidas que dentre estas inúmeras crianças que estamos atendendo, possamos ter grandes atletas no futuro. E se não aparecer, não tem problema, pois teremos com certeza pessoas praticantes de atividades esportivas, e isso muda vidas", finaliza Marcia Simoni.

Com saldo positivo logo de início, o Esporte Para Toda Vida segue cumprindo o seu papel, principalmente com os cidadãos que participam das atividades dos 114 núcleos espalhados pelo estado.

(Foto: Divulgação)

COMENTÁRIOS