Neste domingo, vamos celebrar o amor incondicional

* Por Janaína Naumann

12/06/2022 11H17

Nos últimos anos, eu tenho abordado assuntos de extrema importância nesta coluna, envolvendo saúde, política, expectativas, polêmicas de momento. Todos estes temas sempre trazem como pano de fundo palavras de esperança por dias melhores para todos.

Porém, neste domingo, vamos falar sobre o que nos move, sobre o que nos dá força e nos dá aquela esperança sem tamanho de que tudo vale a pena, se o objetivo for o bem comum, o bem coletivo. É o amor incondicional.

Apesar deste domingo, 12 de junho, ser dedicado ao amor romântico, eu proponho que ele seja ampliado e estendido ao amor em família, ao amor entre amigos, ao amor entre todas aquelas pessoas que não medem esforços para ver aquelas que a cercam bem.

Passamos pelos dois anos mais duros da história mundial no último século. Aprendemos e entendemos a importância do amor, do carinho, da socialização entre nós. M abraço de hoje é muito mais caloroso e tem um sentido infinitamente maior do que um abraço de dois anos atrás.

Por tudo isso, celebre este amor incondicional. Celebre a vida com quem você ama. Com todos que você ama, pois falar de amor é falar de vida.

E claro, neste domingo especial, curta o seu amor romântico, pois é bom demais cuidar do coração e da alma.

Feliz dia dos namorados a todos que amam e que têm essa oportunidade de celebrar esse amor incondicional.

Janaína Naumann

Biomédica, mestre em Tecnologia em saúde. Docente no ensino superior com experiência em gestão educacional. Atualmente é Presidente da Associação Paranaense de Biomedicina APRBM, Conselheira Titular do Conselho Federal de Biomedicina - cfbm e Vice pr

Deixe seu comentário:

Veja Mais