AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
QUALIFICAÇÃO

Mercado aquecido atrai estudantes para o curso de Análise de Sistemas da Guairacá

Curso permite uma formação rápida e uma entrada no mercado mais fácil ainda

quinta-feira, 7 de março de 2019 - 09:30:00

Trabalhar com computadores e com tecnologia de ponta sempre foi o sonho de Vanderson Meska. A vontade de aprender e ultrapassar obstáculos o fez vir do município de Marquinho para Guarapuava para cursar Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Faculdade Guairacá. “Sempre gostei de tecnologia, de montar e desmontar computadores. Em uma visita da escola conheci a Guairacá e logo depois eu e um colega viemos morar em Guarapuava para estudar”.

Carlos Daniel Chaves de Macedo veio do município de Goioxim e ficou encantado pelas diversas possibilidades que a área possibilita: o mercado de Tecnologia da Informação atualmente é um dos mais aquecidos no mundo. Pode-se atuar, por exemplo, em atividades que envolva programação, manutenção e suporte, banco de dados e segurança da informação. “Esse é um mercado bem abrangente e gostei muito da estrutura que a Faculdade Guairacá oferece”, destacou.

O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Guairacá permite uma formação rápida e uma entrada no mercado mais fácil ainda. A cada etapa concluída, o aluno recebe certificações intermediárias, sendo em: Suporte em Manutenção de Computadores e Programador Pleno. Essa iniciativa é também um dos diferenciais do curso, que o torna apto a trabalhar na área antes mesmo de concluir sua graduação.
Vanderson e Carlos são mais dois exemplos de estudantes que não encontraram dificuldades de encontrar uma oportunidade de trabalho, isso antes mesmo de completar o primeiro semestre.

“Conversamos com o coordenador na quarta-feira e já na quinta ficamos sabendo de uma oportunidade. Já estamos trabalhando há três semanas”, contou Carlos. Eles atuam em uma empresa especializada em computadores e, de acordo com Vanderson, têm aprendido muito. “Com esse trabalho conseguimos nos manter na cidade e manter nossos estudos. Estamos aprendendo bastante e esse conhecimento também é útil na faculdade”.

(Foto: Assessoria)

COMENTÁRIOS