Médicos de atenção primária das UBS do Município visitam o Câncer Center e o IPEC Guarapuava

A visita técnica procura compor as ações de atenção básica com o tratamento do câncer

13/06/2024 10H50

Nesta quarta (12 de junho) e quinta-feira (13), o Câncer Center e o IPEC (Instituto para Pesquisa do Câncer de Guarapuava), receberam os profissionais de atenção primária, que atuam nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) do Município. A visita técnica, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Departamento de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde (DGTES) e da Rede de Atenção Oncológica, GuaraOnco, procura compor as ações de atenção básica com o tratamento do câncer. 

“Essa visita é de suma importância para nossos servidores conhecerem o espaço físico, a tecnologia utilizada no atendimento aos pacientes, aos protocolos de atendimento, e a pesquisa que é feita no IPEC. Esta aproximação dos serviços só traz benefícios para nossa população assistida”, sublinhou a Secretária de Saúde, Chayanne Andrade Ceroni.

A visita técnica busca alinhar as ações da atenção primária com a alta complexidade no tratamento do câncer, garantindo que os pacientes com suspeita da doença, atendidos nas UBS, sejam encaminhados para diagnóstico e tratamento o mais rápido possível. Além disso, a ação aponta o desenvolvimento de projetos do IPEC, estabelecendo parcerias com os serviços para melhorar o atendimento da população no primeiro ponto de contato com órgãos de saúde. 

“Recebemos o pessoal das Unidades Básicas de Saúde. São médicos que hoje atuam na UBS de Guarapuava e, esta ação tem a intenção de mostrar o hospital, bem como, suas inciativas em relação à parceria com a rede de oncologia. Os profissionais conheceram também, toda a estrutura da qual eles podem usufruir para encaminhar os pacientes em tratamento”, ressaltou a diretora-geral do Hospital São Vicente de Paulo, sede Cidade dos Lagos, Fernanda Faria. 

A ocasião contou com uma breve apresentação do Cancer Center, uma proposta de teleconsulta, encaminhamentos da atenção básica para o hospital, explicação sobre o projeto genoma (IPEC) e visita técnica ao espaço, a fim de habilitar os profissionais da saúde. “Estamos aqui com os nossos médicos das unidades básicas de saúde num processo de capacitação. Eles entenderão sobre habilitação em competências relacionadas à rede de atenção à oncologia. Essa iniciativa visa fortalecer a prevenção e promoção de saúde e garantir ações de rastreamento, diagnóstico precoce e tratamento em tempo oportuno”, destacou a diretora do Departamento de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, Mônica Tavares. 

As atividades do IPEC são conduzidas pela Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava (ACIG), Hospital São Vicente de Paulo e Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). O instituto desenvolve pesquisa básica e aplicada voltada ao diagnóstico, prognóstico e tratamento do câncer e doenças de base genética, além de promover a formação especializada em medicina de precisão. O local atua em diferentes áreas, como oncogenética, neurogenética, cardiogenética e doenças raras, buscando impactar positivamente a sociedade por meio de soluções inovadoras.

“O IPEC teve a sua criação motivada pela construção do Hospital São Vicente (de Paulo). Dentro desse movimento de iniciativas e inovação tecnológica de Guarapuava, a parte genética vem sendo impulsionada muito pelo ecossistema geral, mas também pela presença do Câncer Center, que tem o objetivo de investir em novidades não só no rastreio, diagnóstico e prognóstico, mas em tratamentos, que, de alguma forma, não estejam disponíveis de forma regulamentada no SUS.  Nós somos, em termos jurídicos, uma organização de direito privado sem fins lucrativos, com autonomia administrativa e financeira, investimos muito em pesquisa do câncer, mas não só em câncer, em mais áreas de interesse clínico, pesquisas genômicas e diversas outras áreas”, destacou o consultor do IPEC, Luis Gustavo Morello. 

O câncer é uma das principais causas de morte em todo o mundo. Anualmente 8,2 milhões de pessoas morrem devido à doença. É pensando nestes números que profissionais da saúde atuam na Rede de Atenção Oncológica em Guarapuava. A partir de promoção, prevenção, detecção precoce, tratamento e cuidados, o GuaraOnco busca reduzir as mortalidades e morbidades causadas pela doença, diminuir a incidência e organizar a linha de cuidado ao paciente com câncer, com cooperação de todos os pontos de atenção, contribuindo para melhor qualidade de vida dos pacientes. 

Para a médica residente na UBS Vila Bela e membro do GuaraOnco, Danielly Flauzino Pereira, a visita técnica ao Câncer Center e ao IPEC proporcionou uma nova visão sobre o tratamento oncológico. “A rede oncológica tem grande força, principalmente em se tratando do diagnóstico do câncer. Mas ela está passando por alguns processos de mudança. Atualmente, nossas atenções estão voltadas para áreas como o câncer gastrointestinal e o pulmonar. Dentro de alguns meses, vamos implantar na rede pública de Guarapuava, uma nova forma de rastreio de pacientes com muita carga tabágica. Com isso, o enfrentamento será da forma mais rápida possível, com a ajuda do Câncer Center”, finalizou a profissional. 

 

Deixe seu comentário: