AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
TRABALHO

Maior do país, novo salário mínimo do Paraná entra em vigor nesta sexta (24)

Governador Carlos Massa Ratinho Junior assina decreto que institui as novas faixas salariais. Valores variam de R$ 1.383,80 a R$ 1.599,40 de acordo com a categoria

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020 - 17:00:00

O salário mínimo regional para 2020 entrou em vigor nesta sexta feira (24 de janeiro), com data retroativa para 1º de janeiro. O decreto que oficializa os novos valores foi assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e pelo secretário da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Ney Leprevost, no Palácio Iguaçu.

“É o maior reajuste do Brasil graças ao bom trabalho que a nossa equipe tem realizado e, claro, é também um reconhecimento à dedicação dos trabalhadores paranaenses. Fazemos o possível para melhorar a renda de cada uma dessas pessoas”, afirmou o governador Ratinho Junior.

As novas faixas salariais variam de R$ 1.383,80 na categoria 1 (o maior do país), podendo chegar a R$ 1.599,40 de acordo com a categoria. O reajuste do mínimo regional, aprovado pelo Conselho Estadual do Trabalho, é de 5,86% – 1,75 ponto percentual acima do reajuste nacional.

O secretário Ney Leprevost reforçou o compromisso da gestão em atuar de forma conjunta com as empresas. “O Governo do Paraná trabalha com a parceria dos empresários e dos trabalhadores, dialoga e atua de forma conjunta. Foi graças ao esforço da nossa equipe do Departamento do Trabalho em conduzir ao Conselho Estadual do Trabalho o aumento do salário mínimo dentro do que prevê a Lei, para que o Paraná cumprisse o seu compromisso com os trabalhadores paranaenses”, ressaltou.

Participaram da assinatura, o diretor do Departamento do Trabalho e Estimulo à Geração de Renda da Sejuf, Eder Colaço, o presidente do Conselho Estadual do Trabalho, Emprego e Renda do Paraná, José Toaldo Filho e a economista da Sejuf, Suelen Glisnki.

CATEGORIAS 

O novo piso tem quatro faixas. Na categoria dos trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca, o piso sobe para R$ 1.383,80. Para o setor de serviços administrativos, serviços gerais, de reparação e manutenção e vendedores do comércio em lojas e mercados, o salário aumenta para R$ 1.436,60. Esta categoria engloba também a classe de trabalhadores domésticos.

Para os empregados na produção de bens e serviços industriais, o piso vai para R$ 1.487,20. Para o último grupo, na categoria de técnicos de nível médio, o piso passa a ser R$ 1.599,40.

O mínimo regional não se aplica aos empregados que têm o piso salarial definido em lei federal, convenção ou acordo coletivo de trabalho, nem aos servidores públicos.

HISTÓRICO 

O salário mínimo regional no Paraná foi implantado em 1º de maio de 2006.

Confira a evolução desde a sua implantação:

2006 - R$ 427,00 a R$ 437,80

2007 - R$ 462,00 a R$ 475,20

2008 - R$ 527,00 a R$ 547,80

2009 - R$ 605,52 a R$ 629,65

2010 - R$ 663,00 a R$ 765,00

2011 - R$ 708,14 a R$ 817,78

2012 - R$ 783,20 a R$ 904,20

2013 - R$ 882,59 a R$ 1.018,94

2014 - R$ 948,20 a R$ 1.095,60

2015 - R$1.032,02 a R$ 1.192,45

2016 - R$ 1.148,40 a R$ 1.326,60

2017 - R$ 1.223,20 a R$ 1.414,60

2018 - R$ 1.247,40 a R$ 1.4410

2019 - R$ 1.306,80 a R$ 1.509,20

2020 - R$ 1.383,80 a R$ 1.599,40

COMENTÁRIOS