AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
ALERTA

Guarapuava teve 9 registros de acidentes com pipas em fiação elétrica em 2020; mil pessoas ficaram sem energia

Brincadeira próxima à rede de energia pode ocasionar choque elétrico

sábado, 6 de março de 2021 - 15:17:00

Soltar pipa é uma daquelas brincadeiras que agrada a todas as gerações. A prática divertida que se intensifica no período de férias escolares, tem crescido consideravelmente durante a pandemia, já que as crianças estão passando mais tempo em casa. Por isso, a Energisa Sul-Sudeste reforça a conscientização da comunidade, com dicas importantes, para que o lazer não seja torne um problema de segurança. 

Para se ter uma ideia, em Guarapuava o número de ocorrências de pipa na rede elétrica saltou de um caso em 2019, para nove, no ano passado. Por conta disso, a quantidade de clientes que ficaram sem energia devido a desligamentos provados pela brincadeira também aumentou: de 72 para 1.332. 

De acordo com o coordenador de Saúde e Segurança da Energisa Sul-Sudeste, Rodrigo Pontes Garcia, além da interrupção no fornecimento de energia, empinar pipa em locais impróprios, próximos à rede elétrica, potencializa o risco de choque elétrico, que pode ser fatal. 

"Estamos sempre preocupados com a segurança das crianças e jovens que, muitas vezes sem ter a noção do risco iminente de um choque elétrico, brincam perto das redes. Adicionalmente, com as chuvas, esses materiais molhados acabam causando curto-circuito ou vazamento de energia, provocando a interrupção da energia. Dependendo da situação, o restabelecimento pode demorar e causar ainda mais transtorno aos clientes", explica. 

O aumento de ocorrências provocadas por pipas perto da rede elétrica se repete em outras regionais da Energisa Sul-Sudeste, que atende 82 municípios do interior de São Paulo, sul de Minas Gerais e Guarapuava. Ao todo, entre 2019 e 2020, as ocorrências com pipas na rede elétrica cresceram 58%. Ao longo do último ano foram 241 registros, afetando o fornecimento de energia para mais de 64 mil consumidores. E já nos dois primeiros meses de 2021 foram contabilizadas dez ocorrências e 840 clientes prejudicados. 

"Os desligamentos podem acontecer em função dos restos de pipa que ficam presas nas redes ou que tocam os fios de energia. Fazemos a limpeza de forma rotineira nas redes, e sempre encontramos restos de pipas presas às estruturas", complementa Tiago Luis Diorio Sanches, gerente do Departamento de Operação da distribuidora. 

Felizmente, nenhum acidente de choque elétrico foi registrado até o momento, porém o risco é iminente. Diante disso, a Energisa Sul-Sudeste, preparou algumas orientações importantes sobre o tema:  

- Jamais solte pipa próximo à rede elétrica;  

- Procure espaços como parques, praças e áreas abertas para brincar com segurança; 

- Não utilize materiais cortantes, como a linha chilena e o cerol;  

- Nunca tente remover a pipa que tenha ficado enroscada na rede elétrica. Apenas os profissionais autorizados pela Energisa, munidos de todos os itens de segurança e treinamentos necessários, podem fazer a manutenção na rede elétrica;  

- Não solte pipa próximo a ruas e avenidas. A linha pode ser perigosa para os condutores, causando, principalmente, acidentes com motos e bicicletas;  

- Não empine pipa em dias de chuvas e relâmpagos;  

- Alerte outras pessoas sobre o risco de soltar pipas sem os devidos cuidados. A conscientização é fundamental para reduzir transtornos e acidentes;  

- Ao verificar pipas presas à rede elétrica, entre em contato com a Energisa por meio dos canais de atendimento: 

Aplicativo: Energisa On (disponível para iOS, Android e Windows Phone) 

Gisa: (18) 99120-3365 (assistente virtual da Energisa pelo WhatsApp) 

Site: www.energisa.com.br 

Facebook: www.facebook.com/energisa 

Call Center: 0800 70 10 326 

COMENTÁRIOS