AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
CONQUISTA

Guarapuava terá certificação do SISBI para produtos de origem animal

Produtos fabricados na cidade poderão ser vendidos para todo o Brasil

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020 - 16:57:00

Guarapuava entrará em um novo patamar na produção de produtos de origem animal. Essa é a expectativa de produtores e da equipe da Secretaria de Agricultura com a confirmação de que, a partir de agora, a cidade poderá realizar a certificação do SISBI, Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal, regulamentada e fiscalizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MAPA. O anúncio foi feito em um encontro na sede da Secretaria, na última semana.

"Além de termos produtos de qualidade nas prateleiras dos mercados, atrairemos mais investimentos de empresas que querem ser certificadas e desejam vender para todos os cantos do país como na área de abate que não têm interesses em mercados restritos. Sem dúvidas, haverá um crescimento na atividade gerando mais empregos e renda, especialmente para nossos pequenos produtores", afirmou o prefeito Cesar Silvestri Filho.

Pra se ter uma ideia, devido ao nível de exigências e padrão de qualidade, apenas 27 municípios brasileiros e 18 estados tem essa autorização de Inspeção Sanitária concedida pelo MAPA.

É um momento histórico para a cidade. Com o  SISBI, o trabalho de inspeção feito pela Secretaria equivale ao de um órgão federal e isso  garantirá o cumprimento das exigências sanitárias, dos devidos processos de produção e trará mais qualidade aos alimentos ofertados ao consumidor, com segurança alimentar, declarou o secretário de Agricultura, Admir Fabiane.

De acordo com Elizangela Coradassi, Diretora do Departamento de Inspeção, o processo demorou três anos para a construção do serviço de inspeção e obtenção da equivalência na fiscalização. Nesse tempo, foram feitos investimentos em estrutura física, recursos humanos e procedimentos de inspeção e fiscalização.

De pequenos a grandes 

Um dos interessados em receber o SISBI é o agricultor Oldair Zorzi, que vende frango caipira e  produtos embutidos como salames e linguiças na Feira do Produtor e nos supermercados da cidade. A produção, que já chegou a 300 frangos por semana, pode atingir até 2 mil animais abatidos semanalmente com a certificação e a possibilidade de se conquistar novos consumidores.

Nós investimos nos últimos anos e estamos fazendo as adaptações necessárias para obter a certificação. Nesse momento, estamos unindo forças com outros produtores para termos a logística de distribuição para outras regiões.  Com o SISBI, a nossa produção deve aumentar e por, consequência, devemos contratar mais funcionários, ter uma demanda maior por animais, além de ajudar a movimentar a economia da cidade.”, declarou Oldair.

Atualmente 40 estabelecimentos estão registrados no Município e poderão se habilitar ao processo de certificação, alguns deles já estão investindo na ampliação e adaptação da estrutura para aumentar a escala de produção.

Eles terão oportunidade de comercializar em território nacional. Muitas empresas que trabalham informalmente podem se legalizar com interesse de ampliar o mercado. Para o produtor, o que muda é a adaptação dos processos sanitários dentro da empresa com a parte documental e o autocontrole em que ele garante que o produto é feito com qualidade e segurança alimentar, explicou Elizangela.

Inspeção

Os interessados devem passar por uma Auditoria do Serviço Municipal de Inspeção que fará a indicação para o Ministério da Agricultura se o produtor cumpre todos as exigências legais. Caso seja aprovado o pedido, é emitida uma portaria e o certificado passa a ser impresso no rótulo do produto. Então, dependendo da logística e dos investimentos, o produtor poderá expandir as vendas para outros estados.

Após a implementação do plano de ações, o Ministério da Agricultura deve auditar o trabalho realizado em Guarapuava para verificar se todos os itens propostos foram cumpridos. Isso deve ocorrer ainda no primeiro semestre de 2021.

Segurança alimentar

Segurança alimenta é um conjunto de práticas e iniciativas que têm como objetivo garantir às pessoas o acesso a alimentos com valor nutricional e na quantidade adequada para uma boa qualidade de vida.

COMENTÁRIOS