AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
AGLOMERAÇÃO

Em meio à pandemia, PM acaba com festa rave com drogas e som alto em chácara de Guarapuava

Evento fere as restrições contra o novo coronavírus e teve pessoas detidas por posse de drogas

domingo, 28 de fevereiro de 2021 - 08:45:00

Uma festa rave com cerca de 50 jovens em um sítio, localizado na estrada do Rocio, bairro Aeroporto, foi interrompida pela Polícia Militar juntamente com a equipe de fiscalização da Prefeitura de Guarapuava, na noite desse sábado (27 de fevereiro).

Os frequentadores não usavam máscaras, consumiam bebidas alcoólicas e diversos tipos de drogas. Esse tipo de festa, que provoca grande aglomeração de pessoas, está proibido em todo o Estado do Paraná devido à pandemia do coronavírus.

De acordo com a polícia, durante a abordagem, apresentaram-se como responsáveis pela festa um rapaz, de 28 anos, o qual tinha em sua posse sete comprimidos de ecstasy, pesando aproximadamente 2,45 gramas e uma jovem, de 22 anos. Também foi identificado pelos policiais um homem, de 27 anos, o qual tinha em seu bolso Ketamina, pesando um grama; um outro rapaz também, de 27 anos, o qual tinha em sua posse dois comprimidos de ecstasy, pesando aproximadamente, 1,63 gramas e um rapaz, de 23 anos, o qual estava com 345 ecstasy e aproximadamente 1,2 litros de entorpecente líquido inalável, mais conhecido como “loló”, no interior de seu veículo.

Ainda segundo a polícia, no local também foi localizado pelo chão e em cima de móveis, uma porção de a maconha, pesando aproximadamente 24,73 gramas, 24 comprimidos de ecstasy, cinco cigarros de maconha, pesando um total de 3,2 gramas, três frascos de aproximadamente 20 mililitros contendo “loló”.

Os policiais deram voz de prisão ao rapaz, de  23 anos, que foi encaminhado até a 14ª SDP para lavratura do auto de prisão em flagrante pelo crime previsto no art. 33 da lei 11.343/06, tráfico de drogas. Os demais participantes da festa foram encaminhados para a sede do 16º BPM para lavratura do termo circunstanciado de infração penal pelos artigos 268 e 330 do código penal – decreto lei 2848/40, propagação de doença contagiosa, sendo ainda que três pessoas foram também noticiados pelo artigo 28 da lei nº 11.343/06, tráfico/uso de drogas.

(Foto: Divulgação/PM)

COMENTÁRIOS