AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

Depressão e suicídio: os eclipses da vida

por: Marcos Sidnei

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019 - 15:56:00

Nesta madrugada (21 de janeiro), tivemos a chance de observar um eclipse lunar. E cá entre nós, para os bem observadores: que evento surpreendente. E não é de hoje que nosso universo nos brinda com estes grandiosos momentos. Penso que existe muita energia presente em nosso meio, e que essa energia transborda conforme a intensidade com que a utilizamos para determinado fim. Por exemplo, um eclipse poderia facilmente passar despercebido aos olhos de uma pessoa que não quer vê-lo, ou que não compreende ainda, a magnitude de tal acontecimento. De fato, ele estava ali o tempo todo. Mas era preciso querer vê-lo. Assim como muitíssimas coisas em nossas vidas, que o tempo todo estão ali, presentes, mas que não nos esforçamos para as ver.

A sociedade tem enfrentado um problema de proporções enormes: a depressão. Porque o número de casos de pessoas depressivas e suicídios aumentaram tanto? É algo a ser questionado por nós. Eu mesmo já tive crises depressivas, mas de modo muito leve e inicial. Consultei uma psicóloga e me abasteci espiritualmente e a situação foi controlada. Mas era algo leve. O que fazer quando não é um estágio inicial? O que está ao nosso alcance?

Talvez, uma solução seria ativar o nosso modo “super-humano”. Nos atentar aos detalhes. Perceber os que estão ao nosso redor com outro olhar. Devemos ter ciência de que uma palavra que proferimos, tem grande poder. A energia que transmitimos tem grande impacto no universo. É claro, acima de qualquer coisa, a depressão é uma doença. Em estágios avançados, a consulta a profissionais é fundamental. Mas creio que possamos fazer pequenas coisas que podem ajudar. Vivemos em um mundo que com frequência, nos cobra e nos diz que não somos bons o suficiente. O erro está aí: somos sim, bons o suficiente, dentro do que compreende os talentos especiais de cada um.

É preciso saber que todos têm fases ruins e difíceis. Assim como ocorre em um eclipse, que não nos possibilita ver o luar. Muitas vezes, a tristeza de um momento dificulta a nossa visão para algo positivo. Porém, um eclipse acaba. A lua sempre volta a aparecer. Que não seja uma “fase eclipse” em nossa vida, responsável por nos fazer desistir. E nem aqueles com quem compartilhamos nossos momentos. Precisamos, hoje mais do que nunca, aprender a ser luz para nós mesmos, e para aqueles que amamos.

COMENTÁRIOS





"Vem comigo! No caminho eu te explico..."

Marcos Sidnei

Nosso cotidiano é cheio. Há sempre muito a se fazer. Porém, em determinados momentos, é preciso desacelerar, parar e pensar. A vida é muito mais que o caos e a correria. Talvez, algo que eu lhe diga, faça sentido. Ou não. De qualquer forma, lhe convido: pare e reflita comigo. Me acompanha?