AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
EXEMPLO

Crianças do Cmei Santa Terezinha mergulham na cultura de diversos países e apresentam trabalhos em feira

Durante a exposição, os próprios alunos falaram sobre suas descobertas

sexta-feira, 15 de novembro de 2019 - 14:52:00

As culturas japonesa, italiana, africana, mexicana, espanhola, portuguesa, jamaicana e egípcia ocuparam o espaço do Cmei Santa Terezinha (Centro Municipal de Educação Infantil), nesta quinta-feira (14). Isso porque o Cmei promoveu uma feira cultural com o tema Conhecendo o Mundo. No evento foram expostas as atividades mais significativas realizadas ao longo do ano pelas crianças, desde o berçário até as do Infantil 3. "É o terceiro ano do projeto. Isso oportuniza o desenvolvimento cognitivo da criança através de brincadeiras e interação, além da socialização dentro da sala de aula", ressaltou a diretora do Cmei Santa Terezinha, Débora de Ramos Voitena.

Durante a exposição, os próprios alunos falaram sobre suas descobertas. "No Egito tem múmia, camelo, pirâmide", contou Izadora Procidonio Camargo, 4 anos. Já o Gustavo Guralecka, de apenas 2 anos, estudou sobre a Itália. "Eu ajudei a professora a fazer pizza", disse.

O projeto visa ampliar a visão de mundo das crianças, permitindo que conheçam mais sobre diferentes povos e culturas. Através de pesquisas, atividades, brincadeiras, jogos, músicas e vídeos, elas aprenderam sobre a cultura do país correspondente a sua turma. Além disso, cada sala de aula foi decorada com o tema do país, trazendo para as crianças o contato diário com elementos das etnias estudadas. "É um trabalho rico que abrange muita pesquisa. As educadoras se dedicam o ano todo para, além dos conteúdos da proposta curricular, desenvolver os projetos extras que a unidade propõe" destacou a supervisora da unidade,Lilian Pires Machado Rosa.

O trabalho foi reconhecido e elogiado pelos pais que foram convidados para apreciar a exposição dos trabalhos. "O desenvolvimento dele é notável. Ele chega contando o que fez "na escola" e acaba nos ensinando. As atividades, a questão da disciplina, interação com os colegas, tudo isso é muito importante", enfatizou a mãe de um aluno, Ada Cecília Machuca."Todo dia é uma novidade e um aprendizado. Esse projeto faz com que ela tenha conhecimento de mundo e ajuda no próprio desenvolvimento dela", destacou outra mãe, Gilmarise Martins Domenico.

COMENTÁRIOS