AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

Como montar um currículo – PARTE I

por: Luiz Gustavo

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019 - 10:27:00

No dia 14/02 próximo completarei 10 anos atuando na área de recursos humanos. Tudo começou porque eu tinha feito uma pós em RH e um amigo de infância uma pós em Marketing. Eu estava bem empregado e estabilizado em uma empresa do ramo de educação e meu amigo tinha uma distribuidora de produtos de limpeza que atendia o mercado empresarial há mais de 10 anos. Nós nos sentíamos bem sucedidos em nossas carreiras, mas pensamos que poderíamos contribuir com os nossos conhecimentos auxiliando as empresas de nossa região com serviços de RH ou Marketing, e desde então, grande parte do meu trabalho esteve atrelada aos serviços de recrutamento e seleção, treinamentos, palestras e pesquisa de clima organizacional.

Atuando como recrutador, tive a oportunidade de entrevistar e analisar os currículos de milhares de pessoas, de todos os níveis de escolaridade, que iam do ensino fundamental ao nível superior; doprimeiro emprego aos que apresentavam carreiras estabilizadas ou que ocupavam posições de gerência e liderança. Então, uma coisa que sempre me chamou a atenção, na grande parte das pessoas que tive a oportunidade de entrevistar, é que existia muita dúvida na elaboração do currículo ou CV (Curriculum vitae – em Latim: Trajetória de Vida), e que muitas vezes por falta de uma orientação profissional eles apresentavam um currículo que não traduzia como eles eram no mercado de trabalho ou o que gostariam de fazer na vida profissional.

Em épocas passadas, muitas vezes estes currículos não chegavam a atrapalhar o nível de empregabilidade das pessoas, mas nos tempos atuais, em que o número de pessoas desempregadas é muito grande, ter um CV atrativo é uma grande estratégia para conseguir entrevistas e aumentar as chances de conseguir um emprego.

Bem, vou detalhar algumas partes importantes do currículo, ele deve começar com os dados pessoais, pode-se colocar um objetivo, depois escolaridade e cursos e por fim as experiências profissionais. Se o candidato seguir esta ordem, acredito que já consiga elaborar um bom currículo e se destacar da multidão.

Pensando na elaboração do CV, de cima para baixo, podemos eliminar o título Curriculum vitae, que tem ficado um tanto quanto redundante, pois ao olharmos um currículo bem elaborado, já sabemos que tipo de documento ele é. Depois no canto superior direito, o candidato tem a opção de colocar uma foto, vale lembrar que não é obrigatório, mas se for adicionar uma, que seja aquela velha e tradicional 3x4. Tenho visto fotos com “a tampa” da cabeça recortada, com enquadramentos ruins ou muito poluídas, o que não passa uma imagem profissional. Ao colocar os dados pessoais, deve-se começar com o nome completo, sem abreviações, abaixo, o endereço de residência com o bairro já é suficiente, aí pode-se adicionar o telefone, e-mail só deve ser informado se a pessoa tem o hábito de abrir a ferramenta, depois adicionamos Data de Nascimento, o Estado Civil e por fim o Tipo da CNH.

Espero ter ajudado até aqui, mas não caberá tudo num artigo só... na semana que vem tem mais!

COMENTÁRIOS





RH & Cia

Luiz Gustavo

Luiz Gustavo chega ao Portal GR+ e em seus textos abordará questões sobre recursos humanos e cia!
É Friburguense de nascimento, carioca pelo sotaque, e paranaense de coração! Morou nos últimos cinco anos em Quedas do Iguaçu/PR, antes de vir morar em Guarapuava em novembro de 2017. Tem 46 anos, casado, um filho. Formado em Administração de Empresas, Pós- graduado em Gestão de Pessoas (RH), Pós-graduado em Gestão de Negócios e Marketing, Pós-graduado em Coach e Liderança e cursa Pós em Psicopedagogia Institucional e Clínica. Dá palestras, ministra treinamentos e presta consultoria focada em gestão de pessoas desde 2009, tendo atendido diversas marcas locais e nacionais, ex-servidor público, atualmente trabalha na área de RH do SENAP.  Nas horas vagas, joga xadrez, aprecia leitura técnica, e adora cozinhar! Na juventude participou do grupo internacional de jovens – Ordem DeMolay, tendo sido membro fundador do Capítulo Nova Friburgo. Já adulto recebeu menção honrosa da Câmara Municipal por sua atuação na comunidade pelos trabalhos prestados à sociedade.
Escreve por hobby e paixão, acredita na disseminação do conhecimento e na educação como forma de transformação pessoal e social. Em suas linhas nos faz refletir, e como um coach, procura nos tirar da zona de conforto e nos estimula a irmos além! Se inspira nos autores consagrados e nos clássicos da literatura de negócios, e traz um pouco de sua biblioteca pessoal e pesquisa em citações e releituras das melhores ideias. Em seu primeiro artigo, escreverá sobre o CHA, um tripé da gestão de pessoas.
Seja bem-vindo!