AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
VAMOS ÀS COMPRAS?

Bolsonaro quer inaugurar nova ponte entre Brasil e Paraguai

Acordo entre os dois países prevê a construção de duas novas pontes

quarta-feira, 13 de março de 2019 - 07:45:00

O presidente Jair Bolsonaro, disse nessa terça feira (12 de março), que pretende inaugurar uma das duas novas pontes que serão construídas na fronteira com o Paraguai. Bolsonaro, disse que “se Deus quiser”, visitará o Paraguai para inauguração “de uma das pontes que construiremos juntos melhorando a relação comercial”, disse ao presidente paraguaio, Mario Abdo Benitez. Com informações da Folha de S. Paulo.

Acordo entre os dois países prevê a construção de duas novas pontes. Uma ligando a região do Porto Meira, em Foz do Iguaçu, e a cidade de Presidente Franco, no Paraguai. A segunda ponte ligará Porto Murtinho (MS) e Carmelo Peralta (Paraguai). O investimento de R$ 1 bilhão será custeado pela Itaipu Binacional.

Em encontro no Palácio do Planalto, Bolsonaro e Marito Benitez discutiram a revisão de cláusulas financeiras envolvendo a usina de Itaipu e a construção das duas que vão ligar os dois países. Os dois tiveram um encontro reservado e depois participaram de uma reunião estendida, com a presença de ministros dos dois países. Os dois não deram detalhes sobre a revisão de cláusulas financeiras de um contrato da Usina de Itaipu, que vence em 2023.

“O Paraguai tem uma economia que se complementa com a economia brasileira, como países que possamos desenvolver mutuamente gerando produtividade”, afirmou o paraguaio.

Combate ao crime – Bolsonaro disse ainda que, além de Itaipu, os dois países vão discutir o combate ao crime organizado, a questão de exilados e disse que o Brasil “não dará asilo para terroristas ou qualquer outro bandido escondido aqui como refugiado político”.

Após o encontro, o Ministério das Relações Exteriores divulgou uma nota em que os dois presidentes comemoram o “excelente momento em que se encontram as relações entre Brasil e Paraguai”.

De acordo com o texto, os chefes de Estado trataram de uma cooperação bilateral no combate ao crime organizado transnacional e “comprometeram-se a intensificar ainda mais os contatos entre autoridades de segurança e inteligência para aprimorar a coordenação, com vistas à eliminação das organizações criminosas que atuam em ambos os países”.

O Itamaraty informou ainda que Bolsonaro agradeceu o empenho do Paraguai em dar maior celeridade aos trâmites de expulsão daquele país de criminosos brasileiros de alta periculosidade e de sua entrega à Polícia Federal brasileira.

Sobre Itaipu, há uma previsão no acordo firmado à época da construção, em 1973, de revisão de cláusulas financeiras em 2023. Após quase 50 anos de parceria entre Brasil e Paraguai, caberá a Bolsonaro renegociar o contrato da usina hidrelétrica, a segunda maior do mundo e responsável por 15% de toda a energia consumida no Brasil.

COMENTÁRIOS