AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
DESORIENTADO

Após vexame dos “chocolatinhos”, Weintraub grava vídeo e é desmentido pelo próprio MEC

Em nota, o MEC desmente seu titular

domingo, 12 de maio de 2019 - 09:17:00

Segundo a Revista Fórum após o vexame de tentar explicar os cortes das universidades por meio de “chocolatinhos”, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, mostrou novamente que está, no mínimo, desinformado sobre o tema.

Ele publicou em sua conta no Twitter, nessa sexta feira (10 de maio), um vídeo para “explicar” o cálculo do bloqueio nos orçamentos das universidades federais.

No vídeo, o ministro repete com veemência que o corte é de 3,5%. No entanto, o próprio Ministério da Educação (MEC), por intermédio de nota, desmentiu o titular da pasta, afirmando que o “bloqueio foi de 30% para todas as instituições”.

“Você quer entender por que é 3,5% e não 30%, como alguns jornais estão alardeando”, inicia Weintraub. “Referente a contingenciamento, que é de 3,5%, ou corte de 30%? Eu vou explicar para você”, diz o ministro, partindo para uma tentativa de esclarecer a questão.

“O que que a imprensa e muita gente maldosamente está fazendo? Estão falando que 3,5 milhões sobre 12 milhões vai dar 30%. Tem gente que fala que é 40, 50%. Mas a verdade do orçamento das universidades a gente está pedindo para segurar, contingenciar, postergar até setembro 3,5%. Essa é a verdade e os números estão disponíveis”, finalizou.

DESMENTIDO

Em nota, o MEC desmente seu titular: “O Ministério da Educação informa que o critério utilizado para o bloqueio de dotação orçamentária foi operacional, técnico e isonômico para todas as universidades e institutos, em decorrência da restrição orçamentária imposta a toda Administração Pública Federal por meio do Decreto n° 9.741, de 28 de março de 2019 e Portaria 144, de 2 de maio de 2019. O bloqueio foi de 30% para todas as instituições”.

COMENTÁRIOS