AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
VIOLÊNCIA

Após 2 dias em cativeiro, mulher escapa de traficantes que iriam matá-la em Guarapuava

Ela disse que apanhou e ficou sem comida dois dias

domingo, 13 de junho de 2021 - 10:59:00

Após dois dias presa em um cativeiro e sofrendo constantes agressões, uma mulher conseguiu fugir de traficantes e pedir ajuda para a Polícia Militar nesse sábado (12 de junho) em Guarapuava.

A ocorrência foi registrada pela PM às 18h, no bairro Alto Cascavel. Os policiais foram procurados pelo 190 por uma mulher, que contou que uma pessoa com ferimentos pelo corpo entrou em sua residência pedindo por ajuda, dizendo que alguns homens a procuravam para matá-la.

No local, os PMs conversaram com a vítima, uma mulher de 27 anos. Ela disse que na data anterior se envolveu em ocorrência policial de tráfico de drogas e que após o ocorrido, passou a sofrer ameaças por parte de um grupo de pessoas envolvidas com o tráfico. Ela contou que se abrigou na casa de um amigo, no bairro Primavera. Porém, há alguns dias, algumas pessoas pertencentes ao referido grupo encontraram seu amigo e o levaram para algum lugar desconhecido, e que não mais o viu.

Temendo por sua integridade física, a vitima se mudou para o bairro Alto Cascavel, sendo que no dia 10 de junho foi encontrada por duas pessoas. Segundo a vitima, os homens pertencem ao grupo.

Ela contou que a mantiveram sob cárcere até este sábado (12), aguardando aval de uma outra pessoa para que a executassem. Ela conseguiu se desvencilhar e procurar por ajuda.

Disse também que durante o tempo que permaneceu em poder dos indivíduos, eles a agrediam com freqüência e a mantiveram sem alimentação.

A vitima recusou atendimento médico e foi encaminhada pela equipe policial até a residência de sua avó, que a acolheu.

COMENTÁRIOS