AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

A entrevista de emprego

por: Luiz Gustavo

quarta-feira, 26 de junho de 2019 - 15:17:00

Bem, é chegada a hora da entrevista, então, tenha sempre um currículo em mãos, mesmo que tenha deixado um na empresa anteriormente. Ao entrar na sala do entrevistador, peça licença, se apresente, fale o seu nome, confirme o nome da pessoa que conversará contigo, aguarde o convite para se sentar. Durante a conversa, falar e repetir o nome do entrevistador demonstrará preparo e que você valoriza os relacionamentos.

Lembre-se que quem conduz a seleçãoé o entrevistador, por isso, aguarde que ele comece a entrevista. Uma primeira pergunta muito comum é:fale de você, neste caso a empresa quer que você conte um pouco da sua história, da sua trajetória profissional, assim, foque nas experiências mais recentes, comente o que fazia em seus empregos anteriores e valorize o seu conhecimento, habilidades e atitudes e em como você agiu em situações em que se destacou positivamente.

Outra pergunta corriqueira é que você comente seus pontos fortes e suas fraquezas, falar das nossas qualidades normalmente é fácil, mas falar das nossas fraquezas requer cuidado e preparo. Ao falar das do que precisamos melhorar é bom que já sejam apresentadas as soluções ou o que estamos fazendo para corrigir estes pontos fracos, por exemplo: meu ponto fraco é que tenho um pouco de dificuldade de falar em publico, mas já estou fazendo curso de teatro para melhorar a desinibição, essa é a ideia.

Outra pergunta comum é:Porque saiu do seu emprego anterior? Aqui tenha muito cuidado, não fale mal da empresa anterior, o entrevistador vai pensar que se você falou mal dos empregos anteriores vai falar mal da empresa dele também quando sair de lá. A melhor resposta aqui deve vir junto com o cuidado que está tomando para permanecer no próximo emprego, as empresas não querem contratar pessoas que não param no serviço.

Qual a pergunta que definirá a contratação? Bem, penso que o empregador tira impressões de todas as etapas do processo seletivo, desda entrega do currículo, da apresentação pessoal, da postura, gestual, tom de voz, coerência da conversa, do somatório das respostas da entrevista e até o quanto o candidato se encaixa no perfil desenhado para a vaga, mas uma pergunta chave, que deve ser bem respondida é: Porque devemos te contratar? Aqui está mais uma oportunidade de você valorizar suas características, suas qualidades e tudo que fez de relevante nos empregos anteriores, aproveite também para fazer um link das suas características pessoais/profissionais e que estão em consonância com a cultura da empresa.

Espero ter ajudado, não existe uma fórmula que garanta o resultado positivo em um processo seletivo, mas se estiver preparado e tratar este momento como uma grande oportunidade, com certeza, se sairá cada vez melhor. Sucesso!

COMENTÁRIOS





RH & Cia

Luiz Gustavo

Luiz Gustavo chega ao Portal GR+ e em seus textos abordará questões sobre recursos humanos e cia!
É Friburguense de nascimento, carioca pelo sotaque, e paranaense de coração! Morou nos últimos cinco anos em Quedas do Iguaçu/PR, antes de vir morar em Guarapuava em novembro de 2017. Tem 46 anos, casado, um filho. Formado em Administração de Empresas, Pós- graduado em Gestão de Pessoas (RH), Pós-graduado em Gestão de Negócios e Marketing, Pós-graduado em Coach e Liderança e cursa Pós em Psicopedagogia Institucional e Clínica. Dá palestras, ministra treinamentos e presta consultoria focada em gestão de pessoas desde 2009, tendo atendido diversas marcas locais e nacionais, ex-servidor público, atualmente trabalha como Consultor de Investimentos e de RH. Nas horas vagas, joga xadrez, aprecia leitura técnica, e adora cozinhar! Na juventude participou do grupo internacional de jovens – Ordem DeMolay, tendo sido membro fundador do Capítulo Nova Friburgo. Já adulto recebeu menção honrosa da Câmara Municipal por sua atuação na comunidade pelos trabalhos prestados à sociedade.
Escreve por hobby e paixão, acredita na disseminação do conhecimento e na educação como forma de transformação pessoal e social. Em suas linhas nos faz refletir, e como um coach, procura nos tirar da zona de conforto e nos estimula a irmos além! Se inspira nos autores consagrados e nos clássicos da literatura de negócios, e traz um pouco de sua biblioteca pessoal e pesquisa em citações e releituras das melhores ideias. Em seu primeiro artigo, escreverá sobre o CHA, um tripé da gestão de pessoas.
Seja bem-vindo!