A dor do menino Igor Deller é a dor de milhões de pessoas

* Por Rogério Thomas

21/01/2023 15H34

É difícil medir a dor de alguém!

E não há uma regra exata, uma fórmula pronta, para quais são as medidas que podem ser adotadas para sanar essa dor.

Também não podemos medir a dor de alguém, dos amigos e dos familiares apenas por fragmentos, pois seria pobreza de espírito tentar fazer isso.

Mas hoje quero contar alguns fragmentos da dor do menino Igor Deller, encontrado morto em Guarapuava na noite dessa sexta (20). (LEIA AQUI SOBRE O CASO)

A causa da morte de Igor, que foi encontrado ao acaso, em estado de decomposição, ainda está em investigação. Porém, o caminho aponta que ela tenha desistido.

Igor é aquele menino que havia sumido em 2022, que percorreu mais de 500 quilômetros de carona e acabou sendo encontrado em Florianópolis. (LEIA AQUI SOBRE O CASO)

Ele viajou de caminhão e foi resgatado pelos familiares.

Mas a dor de Igor não cessou.

Ontem, um desfecho triste para o jovem, com toda a vida pela frente. Porém, não há como medir a dor de ninguém, apenas oferecer ajuda e usar o fato como base de apoio, para que quem realmente precisa de ajuda, busque.

Apesar de o caso estar em investigação, familiares têm um entendimento do que possa ter ocorrido. Horas antes de desaparecer, na madrugada do último sábado, ele enviou mensagens de despedia.

A dor de Igor é a dor de milhões.

Se você precisa, busque ajuda. A vida vale a pena!

SE VOCÊ PRECISA FALAR COM ALGUÉM SOBRE SUICÍDIO, LIGUE PARA O CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA – 188 OU ENTRE EM CONTATO COM O GUARAPUAVA SALVANDO VIDAS (GSV). VOCÊ SERÁ OUVIDO!

Rogério Thomas

Formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) em Comunicação Social - Bacharelado em Jornalismo. Já correu esse mundão de Deus, mas ainda não viu de tudo.

Deixe seu comentário:

Veja Mais