AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
CADA VEZ PIOR

Mais um fim de semana violento, com mortes, brigas e assaltos, em Guarapuava

Ocorrências assustam não só pelo número de casos. Mas pelo nível de violência dos criminosos

segunda-feira, 2 de maio de 2016 - 08:57:00

Marcos Roberto da Rocha, 31, foi atingido mortalmente por disparos de arma de fogo quando caminhava pela rua, segundo o relato de sua esposa aos policiais. Este foi um dos crimes que marcaram o final de semana em Guarapuava (Foto: Marcio Mello)

Se no meio da semana passada o índice de furtos e roubos já tinha atingido níveis alarmantes, este sábado e domingo colocou mais fervura no caldeirão da criminalidade em Guarapuava. Está havendo uma combinação perigosa entre atentados contra o patrimônio, de assaltantes roubando em casas ou furtando objetos de transeuntes na rua, e violência contra pessoas. Não só o número de mortes, mas assusta o modo como as vítimas estão sendo atacadas, com muita selvageria.

ASSASSINADO NA RUA – Na manhã de domingo, por volta das 10 horas, no Adão Kaminski, bairro Morro Alto, um homem de 31 anos, identificado como Marcos Roberto da Rocha, foi baleado caminhando na rua, segundo relato de sua esposa. O autor é uma "pessoa conhecida", segundo ela. A vítima chegou a ser levada para um hospital e não resistiu.

ATIRARAM CONTRA A FAMÍLIA – Ao meio dia de domingo, uma mulher procurou socorro policial no Morro Alto. Dois homens chegaram até a residência e passaram a fazer ameaças contra a família. Ao saírem, fizeram diversos disparos em direção à moradia e saíram numa Ford/Fiesta, cor preta, sem atingir ninguém. Os projéteis das armas foram encaminhados para a perícia.

MORREU NO BANHEIRO – Às 17h35, no bairro Santa Cruz, uma moça acionou o SAMU dizendo que seu namorado estava caído inconsciente no banheiro. O rapaz, de 22 anos, morreu. A Polícia Civil e a Criminalística estão averiguando as causas.

PERSEGUIDO – Às 18h50, uma equipe atendeu ao apelo de um adolescente 17 anos que estava sendo perseguido por seu padrasto, de 58. O homem estava embriagado. A mãe do garoto representou contra o agressor.

QUEIMARAM O CARRO – No final da noite, por volta das 22 horas, novamente o Morro Alto foi palco de mais violência. Um reclamante contou à Polícia Militar que dois rapazes, um deles seu irmão, foram até sua residência e retiraram o veículo da família da garagem, arrebentaram o portão e o muro. Do lado de fora, atearam fogo no carro. Os suspeitos fugiram.

BALEADO NA SAÍDA DO BAILE – No amanhecer desta segunda-feira, dia 2, às 4h30, uma mulher foi surpreendida por um rapaz de 20 anos, que estava ferido com tiros e pedia socorro. A vítima disse que foi atingida na rua, ao sair de uma casa noturna. Dois homens, numa moto, teriam se aproximado e disparado duas vezes contra o jovem, que foi levado para hospital pelo SAMU.

PAVOR NA VILA CARLI – Assaltantes renderam um homem e seu carro na Vila Carli, nas primeiras horas deste domingo, 1º, e praticaram diversos assaltos na região. Momentos de muito pânico e violência. Leia mais no GMAIS

COMENTÁRIOS





agora na capa

LUTA CONTRA O CORONAVÍRUSGovernador decreta "lockdown" no Paraná até 08 de março