Em dois anos, Guarapuava aumenta em 2.517 novos títulos e chega a 132.162 eleitores

Números foram atualizados pelo TRE-PR

11/06/2024 14H50

Nos últimos dois anos Guarapuava deu um salto de crescimento em 2.517 novos eleitores cadastrados no município. Os números foram atualizados nessa semana pelo Tribunal regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), que realizou longas campanhas de regularização dos títulos eleitorais ao longo dos últimos meses em todo o Estado.

O aumento entre as eleições de 2022 e as programadas para outubro deste ano, representa 1,87%, e que o Município totaliza 132.162 eleitores. (VEJA AQUI A TABELA DE TODO O ESTADO)

NO PARANÁ

No dia 6 de outubro, primeiro turno das Eleições Municipais 2024, cerca de 8,6 milhões de eleitoras e eleitores paranaenses poderão comparecer às urnas para a escolha dos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Em relação ao pleito de 2022, houve um aumento de aproximadamente 175 mil pessoas (2,03%) aptas a votar.

Os números apresentados referem-se à parcial coletada em 6 de junho de 2024. Os dados consolidados somente serão disponibilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em meados de julho. As alterações no total de pessoas aptas a votar podem ocorrer ainda devido a fatores como a pendência de processamento de requerimentos e a possibilidade de recursos ainda não processados, por exemplo.

MAIOR E MENOR ELEITORADO

Curitiba é a cidade no estado com o maior eleitorado (1.424.292 pessoas), seguida de Londrina (399.855), Maringá (300.423) e Ponta Grossa (259.566). Os municípios com menos eleitoras e eleitores são Jardim Olinda (1.366), Nova Aliança do Ivaí (1.585), Santa Inês (1.703) e Miraselva (1.851).

A capital concentra a maior parte do eleitorado, representando 16,5% do total no Paraná. Em comparação, Curitiba tem cerca de mil vezes mais eleitoras e eleitores do que Jardim Olinda. Mesmo em relação à Londrina, segundo município com mais pessoas aptas a votar, a diferença ultrapassa 1 milhão de indivíduos.

SEGUNDO TURNO

Nas Eleições 2024, São José dos Pinhais (que conta com 222,7 mil eleitores) e Foz do Iguaçu (que tem 204,4 mil eleitores) poderão ter segundo turno pela primeira vez. De acordo com o artigo 3° da Lei n° 9.504/1997, cidades com mais de 200 mil pessoas aptas a votar podem receber um turno extra em pleitos municipais.

Dessa forma, caso nenhum dos candidatos a prefeito e vice-prefeito garanta 50% dos votos mais um, sem contar os nulos e os brancos, o segundo turno será realizado no dia 27 de outubro. Além de São José dos Pinhais e Foz do Iguaçu, podem receber turno extra Curitiba, Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel.

MAIORES MUDANÇAS

Em comparação com as Eleições de 2022, as cidades que mais receberam eleitoras e eleitores foram São José dos Pinhais, com aumento de 10,9 mil pessoas, Curitiba, com 10,8 mil, Foz do Iguaçu, com 8,3 mil, Fazenda Rio Grande, com 7,7 mil, e Ponta Grossa, com 7,5 mil. 

Enquanto isso, os municípios que mais perderam eleitoras e eleitores em relação ao pleito anterior foram Ivaiporã (decréscimo de 1.863 pessoas), Pato Branco (1.616), Colorado (1.599), Quedas do Iguaçu (1.476) e Pitanga (1.432).

Deixe seu comentário: