AgronegóciosEditais - Eleições 2020EducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVagas de EmpregoVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
LUTA CONTRA O CORONAVÍRUS

Prefeitura de Guarapuava amplia fiscalização durante período de alerta epidemiológico

Uma das consequências do aumento do número de casos é a sobrecarga do sistema hospitalar

sábado, 28 de novembro de 2020 - 10:58:00

Os agentes municipais intensificaram a fiscalização nos últimos dias. Mas, desde esta sexta feira (27 de novembro), as ações visam o cumprimento das determinações anunciadas pela Administração Municipal no decreto 8305/2020, que estabeleceu um novo período de alerta epidemiológico e, devido a isso, medidas mais rigorosas até o dia 13 de dezembro. O objetivo é possibilitar a diminuição do número de casos da Covid-19 na cidade.  Desse modo, os fiscais estão verificando o cumprimento dos novos termos que preveem a aplicação de multa de R$ 5 mil reais para os empresários e moradores que descumprirem as regras.

Uma das consequências do aumento do número de casos é a sobrecarga do sistema hospitalar que atende os paciente da Covid-19, especialmente os leitos de UTI. Porém, se por um lado o Governo Estadual deve ampliar o atendimento hospitalar, por outro, temos que reforçar a prevenção e o respeito às normas. Desde o início da Pandemia, a prefeitura tem exigido o cumprimento das medidas preventivas estabelecidas nos decretos, no entanto, com o aumento de casos na cidade, a exemplo de outros municípios do estado e do Brasil, seremos mais severos com aqueles que não estão cumprindo as medidas, destacou o prefeito municipal Cesar Silvestri Filho, durante o anúncio do decreto.

Ontem pela manhã, os agentes iniciaram a fiscalização com abordagens nas ruas para coibir aqueles que não usam corretamente as máscaras e não mantêm o distanciamento social. Nesse sentido, conscientizar a população sobre a importância da prevenção é a parte mais importante, pois o descuido pessoal na obediência das medidas aumenta as possibilidades de contaminação.

Além de ações nas ruas e estabelecimentos comerciais, os fiscais estão verificando o cumprimento das normas que preveem, por exemplo, o funcionamento de bares até a meia noite. Já os locais esportivos e estúdios de dança devem funcionar com 50% da capacidade. Por outro lado, igrejas e templos religiosos devem cumprir a regra de lotação (75%) e proibição de qualquer espécie de contato físico.

Focos de contaminação

A Administração Municipal, por meio do atendimento dos casos positivos (call center e UBS), tem constatado que boa parte da contaminação tem ocorrido nas casas, em festas familiares, confraternizações e churrascos. Outra situação recorrente é o contágio após o recebimento de visitas ou o contato com pessoas que viajaram, sem o devido respeito às medidas de proteção. Por isso, durante as próximas três semanas, não podem haver reuniões domiciliares que gerem aglomeração com pessoas que não moram na casa.

A Secretaria Municipal de Saúde ressalta a importância da cooperação de toda a população para que as medidas sejam cumpridas, principalmente, o alerta para que pessoas com suspeitas de contaminação e com resultado positivo confirmado para Covid-19, permaneçam em isolamento em casa.

Denúncias

Todas as denúncias de descumprimento das regras sanitárias devem ser feitas por meio da Ouvidoria Municipal pelo telefone 156. O trabalho de fiscalização das medidas é feito pelos agentes municipais, com apoio da Polícia Militar.

 

COMENTÁRIOS