AgronegóciosEducaçãoEsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
VIOLÊNCIA

Adolescente diz que fugiu de ritual em que seria morta na Sexta Feira Santa

Menina acordou em um local estranho, nua, com marcas de “X” pelo corpo e amarrada

domingo, 1 de abril de 2018

Um suposto caso de sequestro de uma adolescente de 15 anos que seria morta em um ritual de magia negra está sendo investigado pela polícia em Guarapuava.

A menina, que estava desaparecida de casa desde o dia 28, foi localizada por terceiros em uma chácara e foi encaminhada para atendimento médico na Urgência do Trianon na noite do dia 29. Ela contou à mãe que foi sequestrada e que havia um plano para matá-la na Sexta Feira Santa, em um ritual. O caso foi levado à polícia.

De acordo com a adolescente, na data de seu desaparecimento, no dia 28, quando estava quase chegando em sua residência em uma rua escura, ouviu o barulho de um veículo se aproximando. Duas pessoas abriram as portas e uma delas a agarrou pelas costas e colocou um pano em seu rosto e logo em seguida ela adormeceu.

A jovem contou que acordou em um local desconhecido e que parecia haver uma pessoa estranha ao seu lado. Disse ainda que estava sem roupas, com os pés e mãos amarradas e com algumas marcas nos braços e pernas (um "x" em cada membro). Ela ouvia várias pessoas do sexo masculino conversando, falando sobre rituais de sexta feira e que iriam esperar que ela morresse para dar início ao tal ritual.

Ao cessarem os barulhos, ela disse que uma pessoa desconhecida foi até onde ela estava e cortou as cordas que a amarravam, deu a ela suas roupas e ainda falou "pegue seu radinho e vaze". Sendo que então fugiu do local sem saber onde estava e pediu ajuda em uma chácara nas proximidades, que nesta chácara uma mulher a levou até a Urgência do Trianon, onde a sua mãe a aguardava.

Após seu atendimento na Urgência Trianon a equipe encaminhou até a 14ªSDP para os procedimentos. O caso está sendo investigado.

COMENTÁRIOS