AgronegóciosCafé DiárioEducaçãoEsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaTrânsitoVapt-VuptVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
PREVENÇÃO

Vacinação contra a gripe é prorrogada para junho

A vacina contra gripe está disponível nas UBS de Guarapuava, das 8h às 17h, com exceção das Unidades Trianon, Primavera e UPA Batel

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Quem ainda por algum motivo não conseguiu se deslocar até uma das UBS (Unidade Básica de Saúde), de Guarapuava para tomar a dose da vacina da gripe, a Secretaria de Saúde tem uma ótima notícia: a vacinação segue até o próximo dia 9 de junho.

A data foi estendida, por conta de um número considerável de pessoas que ainda não compareceram as unidades de saúde paranaenses para receber a dose. "A determinação de prorrogação da vacinação foi realizada pela Secretaria de Saúde do Estado e Guarapuava assim como as demais cidades do Paraná, acataram a determinação.

É de extrema importância que as pessoas que fazem parte do grupo de risco e que ainda não tomaram a vacina, compareçam o quanto antes em uma das UBS da cidade para receber a dose", ressaltou a secretária de Saúde, Renata de Brito.

De acordo com a chefe do Departamento de Epidemiologia da Prefeitura de Guarapuava, Chayane Andrade Ternopolski, a vacina protege contra as gripes H1N1, H3N2 e Influenza B. "Podem tomar a vacina gratuitamente as pessoas que fazem parte do grupo de risco composto por: crianças de 6 meses a 4 anos 11 meses e 29 dias de idade; gestantes; mães de recém nascidos; idosos acima de 60 anos; indígenas; cidadãos privados de liberdade; servidores da saúde; funcionários do sistema prisional e professores da rede pública e privada, que deverão apresentar a declaração fornecida pelas secretarias das escolas", esclareceu Chayane.

A vacina contra gripe está disponível nas UBS de Guarapuava, das 8h às 17h, com exceção das Unidades Trianon, Primavera e UPA Batel. Para receber a dose é necessário apresentar a carteira de vacinação e o documento de identificação com foto. "É importante aproveitar o prazo estendido da campanha e garantir a imunização, pois quanto antes a pessoa for se vacinar, menor o risco de ela ter gripe.", finaliza a secretária de Saúde, Renata de Brito.

 

 

COMENTÁRIOS