AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
VIOLÊNCIA

Rapaz que morreu em confronto com a PM no Boqueirão usava tornozeleira eletrônica

Ele e outro jovem haviam retirado os artefatos das pernas

segunda-feira, 28 de maio de 2018 - 10:03:00

O rapaz de 22 anos que morreu em um confronto com policiais militares na tarde desse sábado (26 de maio), no bairro Boqueirão, em Guarapuava, usava tornozeleira eletrônica. (LEIA MAIS AQUI SOBRE O CASO).

De acordo com o Boletim de Ocorrência, divulgado pela PM na manhã desta segunda feira (28), equipes de policiais militares se deslocaram até a rua Barão do Rio Branco, no Jardim Carvalho, onde, segundo denúncias, estariam dois indivíduos, de 22 e 25 anos, que haviam rompido as tornozeleiras eletrônicas. No momento em que era realizado o adentramento tático na residência, foi avistado um dos indivíduos, sendo dada a ordem “abordagem policial, mostre as mãos”, onde o mesmo tentou sacar um revólver. Um dos policiais efetuou disparos de arma de fogo, para resguardar a sua integridade física. Após os disparos, o rapaz, de 22 anos, caiu e foi desarmado, tendo em vista que apresentava sinais vitais. Foi acionado o socorro médico.

O restante da equipe realizou o adentramento tático, sendo localizado o outro suspeito, de 25 anos, e foi constatado que os dois estavam sem as tornezeleiras. Ele confirmou que os dois haviam retirado os artefatos e indicou onde elas estavam, em uma residência no bairro Boqueirão.

Com a chegada do SAMU, o médico constatou o óbito do rapaz baleado. Um revólver marca Taurus foi apreendido pela perita da Criminalística. Após o recolhimento do corpo, as equipes deslocaram até a 14ª SDP para a lavratura da documentação pertinente aos fatos.

O corpo de Bryan Junior Fabricio Bento foi sepultado nesse domingo (27), no Cemitério Santa Terezinha, em Guarapuava.

COMENTÁRIOS