AgronegóciosEducaçãoEleições 2016EsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaTrânsitoVapt-VuptVariedades
ColunistasVídeosÚltimas

Falcão?! Eu vou é pra ver o Adeírton!

por: Márcio Nei dos Santos

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Nesta sexta-feira (26), será disputada a última rodada da primeira fase da Liga Nacional de Futsal (LNF) e um dos jogos mais aguardados é o confronto entre o Poker/Óleo Leve/Guarapuava Futsal e o Magnus Futsal/Sorocaba-SP, a partir das 19h15, no ginásio Joaquim Prestes. Se vencerem, os guarapuavanos se garantirão na próxima fase da Liga Futsal. Outro grande atrativo será a presença do ala Falcão e de outros grandes nomes do futsal nacional, como o goleiro Tiago, os fixos Ricardinho e Rodrigo, o ala Pixote e o pivô Simi, todos com passagens marcantes na Seleção Brasileira. Afinal de contas, não é à toa que o Magnus conquistou, no final do mês de junho, o título de campeão mundial interclubes.

Toda a "tietagem" envolvendo Falcão é perfeitamente justificável, já que, aos 39 anos de idade, o atleta conquistou todos os títulos possíveis no futsal. Além do mundial de clubes (o único título que faltava em sua carreira), foram dois títulos mundiais pela seleção brasileira (2008 e 2012), nove vezes campeão da Liga Futsal (1999, 2005, 2007, 2008, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014), nove vezes campeão do Grand Prix de Futsal (2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2011, 2013, 2014 e 2015), quatro vezes eleito o melhor jogador do mundo pelo site Futsal Planet (2004, 2006 2011 e 2012) e duas vezes eleito o melhor do mundo pela Fifa (2004 e 2008). Além disso, foram 366 gols marcados com a camisa da seleção brasileira, o que o tornou maior artilheiro e seleções de todos os esportes Fifa. De fato, a lista detalha de títulos é imensa, podendo ser acessada neste link (http://www.falcao12.com/carreira/).

Mas apesar de todos estes números superlativos do craque Falcão, nesta sexta-feira eu, como bom torcedor do CAD, irei ao Joaquinzão, principalmente, para reverenciar outro grande jogador de futsal: o ala Adeírton. A partida marcará a despedida do atleta do time de Guarapuava, já que está se transferindo para o futsal da Espanha. Aos 32 anos de idade, esta talvez seja uma última chance de retornar ao futsal europeu e, com isso, até o mais fanático dos torcedores do CAD, entende perfeitamente os motivos de sua saída.

Adeírton chegou em Guarapuava na temporada de 2014, vindo do maior rival, o Cascavel Futsal. Mesmo assim, a identificação com o torcedor foi imediata. O "boa praça" logo caiu nas graças da torcida com seus passes precisos e muitos gols. A imprensa da cidade rapidamente lhe concedeu alguns apelidos para tentar descrever a sua importância dentro de quadra: "Rei do Passe", pela sua performance nos jogos, e "Rei do Paraná" por seus títulos pelo estado.

Só para se ter uma ideia de sua carreira vitoriosa, de 2010 para cá, o ala nunca ficou de fora de uma final de Campeonato Paranaense, com quatro títulos (2011 e 2012, pelo Cascavel Futsal, e 2014 e 2015, pelo CAD) e dois vice-campeonatos (2010 e 2013, pelo Cascavel). Adeírton também tem, em seu currículo, os títulos de Campeão Cearense (em seu estado de origem), Bicampeão Metropolitano, Campeão Norte e Nordeste, Campeão Brasileiro de Seleções Sub-20 e Campeão da Liga Nordeste. Não bastasse isso tudo, o comportamento extra-quadra também é digno de nota: sempre solícito com os torcedores e com um caráter irrepreensível, demonstra profissionalismo e humildade nas coisas mais simples do dia-a-dia. Enfim, um grande exemplo a ser seguido por todos, seja no futsal, seja em outras carreiras.

Por isso, nesta sexta à noite, o sentimento será de tristeza pela espedida, mas também será de alegria e orgulho por todo o sucesso alcançado neste dois anos e meio, com a camisa do CAD. Seja qual for o resultado da partida de logo mais e de quem seja que seja o nome do jogo, para mim, Adeírton já superou Falcão, pelo menos em uma noite de sua carreira.

COMENTÁRIOS





Clique Esporte

Márcio Nei dos Santos

Graduado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), atua como fotógrafo e repórter esportivo. Desde 2009, é redator do blog Clique Esporte.