AgronegóciosEducaçãoEsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
REFORMA POLÍTICA

Edmar Arruda é contra o fundo eleitoral

Deputado antecipou que vai defender o voto distrital misto

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

O deputado Edmar Arruda antecipou seu posicionamento com relação aos principais pontos da PEC da Reforma Política. Ele defende o voto distrital misto como melhor alternativa de sistema político para o Brasil. "A população não quer a continuidade do modelo atual.

A corrupção invadiu o atual sistema e distanciou a população dos seus representantes", observa. Ele pondera que para as eleições de 2018 e 2020 talvez seja preciso aprovar o chamado "distritão", mesmo não sendo o melhor modelo, para que haja tempo de preparar o voto distrital misto para as eleições de 2022.

Edmar Arruda adiantou também que votará contra o fundo eleitoral. "Entendo que esse momento da economia do país não devemos utilizar recursos públicos para o financiamento de campanha", diz. O deputado considera que o valor proposto é exorbitante e que precisa ser reanalisado. "Eu espero que o Congresso Nacional possa ouvir a sociedade e votar uma reforma política que seja adequada e que possa melhorar a vida de todos os brasileiros", completa.

Sobre a polêmica do financiamento público de campanha, Edmar diz que defende o financiamento privado de pessoas físicas e pessoas jurídicas, desde que seja definido o valor e não um percentual sobre o faturamento.

COMENTÁRIOS