AgronegóciosCafé DiárioEducaçãoEsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaTrânsitoVapt-VuptVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
NOVOS ARES

Zeca Dirceu quer mudança no PT

Há um desejo por mudanças na maneira como o PT no Paraná é conduzido. Para mim, ficou evidente que há um desejo muito grande da militância do PT de uma renovação

quinta-feira, 23 de março de 2017

Participei ativamente das últimas eleições municipais em centenas de municípios do Paraná. Levei meu apoio aos companheiros e companheiras do PT e pude acompanhar suas lutas, dificuldades e vitórias. Nos últimos meses também visitei muitos municípios e conversei com a nossa militância e nossos dirigentes.

Há um desejo por mudanças na maneira como o PT no Paraná é conduzido. Para mim, ficou evidente que há um desejo muito grande da militância do PT de uma renovação na nossa direção estadual. Um desejo “Por um Partido de Todos”!

Foi isso que motivou a mim e motivou centenas de outros companheiros e companheiras a criar uma chapa de delegados estaduais independente, que justamente se chama “Por um Partido de Todos”. Chapa esta que agora está inscrita e em campanha ao Congresso Estadual. Chapa que eu estarei pedindo e buscando votos, para que possamos ter o maior número de delegados eleitos para o Congresso Estadual, agora no PED municipal, no dia 09 de abril. Delegados estes, que no Congresso Estadual, entre os dias 05 e 07 de maio, vão escolher, não só o novo presidente estadual do PT, mas toda a nova direção.

O que nos motiva é a necessidade de ter um PT mais próximo de suas bases, do interior, das pequenas cidades, dos bairros, da capital, das grandes cidades, do Paraná. O velho e bom PT da militância! Este é um dos principais fatores que nos motivam a ter esta chapa independente.
Outro fator que nos motiva muito é a necessidade de uma maior transparência e uma maior democratização das finanças do PT. A contribuição de cada filiado e filiada, a contribuição dos dirigentes, a contribuição financeira de quem tem cargos eletivos como o meu, de deputado federal, tem que ser usada para atender as necessidades da construção partidária de todos os militantes do PT, e não apenas de uma pequena burocracia, muitas vezes estabelecida entre ares-condicionados e salas fechadas.

Nós queremos que haja recursos para que as companheiras mulheres possam se organizar e construir o nosso partido. Nós queremos que haja disponibilidade financeira para que a juventude possa se estabelecer e ajudar a construir o nosso partido. Nós queremos que haja recursos para a formação política da nossa militância e da história do nosso partido. Nós queremos mais transparência e uma descentralização dos recursos. Que a decisão de como os recursos do PT devem ser aplicados passe pelos militantes, pelos filiados, como o PT já mostrou ser possível fazer governando estados e governando municípios. O orçamento participativo há mais de três décadas é uma marca das nossas gestões, que eu pude experimentar como prefeito em Cruzeiro do Oeste, nos meus dois mandatos.

Queremos um PT menos subordinado a mandatos, a caciques. Por isso uma chapa independente. Por isso uma chapa que só vai escolher seu candidato a presidente depois da eleição dos delegados. O nome do nosso candidato ou candidata a presidência do PT será escolhido após a eleição dos delegados e delegadas, porque não será uma liderança, não será um dirigente, não será um mandatário que vai escolher o próximo presidente do PT. Será a nossa militância!

Se você pensa como eu, se você tem desejo de mudança no PT, de renovação, se você quer que o PT e, principalmente, a direção estadual volte a ter debates, volte a ter reflexões profundas, volte a exercitar a sua democracia interna, venha com a gente!

Não queremos representar somente esta ou aquela corrente ou tendência partidária, não porque somos contra a organização de tendências, mas porque entendemos que neste momento o mais importante é a pluralidade de ideias, do debate amplo e democrático.

Queremos que todos tenham a oportunidade de se expressar e de participar das decisões partidárias. A participação de cada uma e cada um é fundamental neste momento, sem que para isso seja necessário pertencer a uma ou a outra torcida organizada.

Apoie nossa chapa! Ajude a organizar o PED no seu município, ajude a motivar um grande número de filiados e filiadas a votar. Até porque, não há mais a exigência de contribuição financeira para isso. E traga esses votos para a nossa chapa “Por um Partido de Todos”. Contra o governo golpista e apoiando Lula como nosso presidente em 2018, nós queremos um PT de todos e todas e não um PT subordinado excessivamente a alguns poucos mandatos e a alguns poucos caciques.

COMENTÁRIOS