AgronegóciosEducaçãoEleições 2016EsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaTrânsitoVapt-VuptVariedades
ColunistasVídeosÚltimas

Largada perfeita

por: Márcio Nei dos Santos

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Não poderia ser melhor o início da segunda fase do Campeonato Paranaense de Futsal (Série Ouro) para a equipe do Poker/Óleo Leve/Guarapuava Futsal. Nas duas partidas iniciais, foram duas vitórias convincentes (4x0 sobre o São Lucas, de Paranavaí, e 4x2 sobre o Cascavel Futsal, jogando fora de casa) e resultados ruins de todas as demais equipes do Grupo B, que deixaram o atual campeão na liderança isolada da chave. De fato, o único time que venceu até agora, no chamado "grupo da morte", foi o de Guarapuava, enquanto as outras quatro partidas disputadas, até o momento, terminaram empatas.

Com isso, a classificação do Grupo B tem o Guarapuava Futsal com seis pontos ganhos em dois jogos disputados, na primeira colocação, seguido pelo Marreco Futsal, de Francisco Beltrão, com três pontos em três jogos. A Copagril Futsal (Marechal Cândido Rondon) e o Cascavel Futsal aparecem dividindo a terceira colocação, com dois pontos cada, e o São Lucas segura a "lanterna", com apenas um ponto conquistado em dois jogos disputados.

É bem verdade que ainda é muito cedo para dizer que a classificação para a fase dos playoffs está assegurada ou, pelo menos, encaminhada, visto que ainda faltam muitos jogos para o encerramento da segunda fase, mas o "time de guerreiros" conseguiu uma folga considerável em relação aos adversários diretos e muita confiança para seguir neste ritmo forte e garantir a classificação o mais rápido possível para as quartas-de-final.

Classificar-se rapidamente nesta fase é crucial, levando em conta outra importante competição que também está em sua fase decisiva: a Liga Nacional de Futsal (LNF). No mês outubro serão disputados os dois jogos da fase de oitavas-de-final, contra a equipe da Copagril. Assim, é fundamental estar tranquilo no estadual para ter o foco máximo apenas nos dois confrontos do clássico que promete fortes emoções, já que apenas uma destas equipes seguirá em busca do principal título do futsal brasileiro.

E é justamente contra a Copagril o próximo compromisso do time de Guarapuava na Série Ouro: no próximo sábado, dia 24, o Poker receberá o time rondonense no ginásio Joaquim Prestes em uma prévia do duelo da LNF. Vencer em casa, neste momento, é fundamental para confirmar a boa fase e botar uma pressão no adversário, que ficaria em uma situação incômoda no estadual e com uma "pulga na orelha" sobre o confronto decisivo, na competição nacional.

Adversário indireto
Além da luta pela classificação e para terminar em uma boa colocação dentro do Grupo B do Campeonato Paranaense, a equipe de Guarapuava também está mirando suas atenções em outro adversário, mas que está no grupo A: o Keima Futsal, de Ponta Grossa. Isso porque, a equipe dos Campos Gerais terminou a primeira fase na primeira colocação, três pontos à frente dos guarapuavanos. Como, na fase dos playoffs, levará a vantagem de decidir em casa a equipe que tiver a maior somatória de pontos na primeira e na segunda fase, é importante que o Guarapuava Futsal, pelo menos, iguale o número de pontos com os ponta-grossenses, já que, neste cenário, levaria vantagem no critério do confronto direto (na primeira fase, os guarapuavanos venceram por 4x2, no Joaquinzão, e empataram em 5x5, jogando na cidade de Ponta Grossa).

São estes detalhes que podem fazer toda a diferença na hora de uma decisão. Muitas vezes um título se decide além dos 40 minutos dentro de quadra. É necessário todo um planejamento e uma campanha sólida para chegar na hora da decisão com a vantagem de jogar ao lado do torcedor e com a confiança necessária para fazer a diferença. O fim da temporada parece estar longe, mas a cada capítulo, o tetracampeonato pode ficar mais perto, por isso é importante manter o ritmo para chegar bem e em condições de alcançar o principal objetivo de 2016.

COMENTÁRIOS





Clique Esporte

Márcio Nei dos Santos

Graduado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), atua como fotógrafo e repórter esportivo. Desde 2009, é redator do blog Clique Esporte.