AgronegóciosCafé DiárioEducaçãoEsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaTrânsitoVapt-VuptVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
LAVA JATO

Citação de Osmar Dias nas delações da Lava Jato o empurram para disputar o Senado em 2018

Pode ser que o pedetista não deva absolutamente nada, mas a delação do ex-presidente da Odebrecht Ambiental, Fernando Reis, o tirou do grande jogo momentaneamente

terça-feira, 18 de abril de 2017

Nove de 10 analistas acreditam que o irmão do senador Alvaro Dias (PV-PR) deverá desistir de concorrer ao Palácio Iguaçu no ano que vem.

Antes mesmo de o nome de Osmar rechear a lista do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, o Blog do Esmael havia reverberado o senador Roberto Requião (PMDB-PR), para quem “o candidato da família Dias ao governo do Paraná é Alvaro Dias“.

Quem acompanha a política nativa tem percebido Osmar Dias, o “Caim” nas planilhas de propina, sangrar em público com erráticas defesas acerca de contribuição recebida da Odebrecht.

O apelido de “Caim” tem a ver com o bíblico irmão de Abel. No Velho Testamento, Caim matou Abel por ciúmes. A relação entre os irmãos Osmar e Alvaro nunca foram boas. Até as capivaras do ex-prefeito de Curitiba Gustavo Fruet (PDT) sabem que eles se aturam, mas não se aguentam.

Pode ser que o pedetista não deva absolutamente nada, mas a delação do ex-presidente da Odebrecht Ambiental, Fernando Reis, o tirou do grande jogo momentaneamente.

Na pior das hipóteses, há quem veja Osmar Dias desistindo da política para cuidar de sua fazenda Lagoa da Prata, em Formoso do Araguaia, no estado de Tocantins. Portanto, Alvaro vem aí para disputar o governo do Paraná.

COMENTÁRIOS