AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
POLÊMICA

Com votos da base, ex prefeito Nacir Bruger tem contas de 2015 aprovadas em Turvo

Confira como votou cada vereador

segunda-feira, 14 de maio de 2018 - 14:55:00

A Câmara de Vereadores de Turvo aprovou, por cinco votos a favor e quatro contra, as contas do ex prefeito Nacir Bruger relativas ao ano de 2015.

A discussão e votação ocorreu na sessão da última segunda feira (7 de maio), quando entrou em pauta a Prestação de Contas Anual do Executivo, referente ao exercício financeiro de 2015, sob responsabilidade de Nacir Agostinho Bruger e Miguel Petrin.

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná emitiu parecer pela regularidade com ressalvas das contas. Eram necessário dois terços dos votos (seis votos) dos vereadores para que as contas fossem rejeitadas.  

A Comissão de Finanças, Orçamentos e Fiscalização, em análise ao processo, apresentou parecer pela desaprovação das contas relativas a 2015. O parecer foi rejeitado por cinco votos a quatro. 

Para que fossem rejeitadas as contas, eram necessários seis votos (2/3) dos vereadores. Porém, a base de oposição ao atual Governo Municipal na Câmara, que segue Nacir Bruger, composta por quatro vereadores, votou em peso na aprovação das contas do ex vereador.

RELAÇÃO

Confira abaixo como votou cada vereador em relação ao parecer da Comissão: 

- ANDERSON TONON DE OLIVEIRA - A FAVOR 

- ANTONIO SCHINEMANN SOBRINHO- A FAVOR 

- CARLOS ALBERTO SCHIMANSKI - CONTRA 

- CRISTÓFORO KENIAR - CONTRA 

- ERALDO MATTOS DE OLIVEIRA - A FAVOR 

- JOSÉ OSVALDO DE MEIRA- A FAVOR 

- JOSNEI NEVES - CONTRA 

- NELSON CARRIEL - A FAVOR 

- VILSON RIBEIRO - CONTRA 

2014 ESTÃO DESAPROVADAS PELO TCE

Por outro lado, a Comissão de Finanças da Câmara de Turvo está concluindo o relatório das contas de 2014, também de Nacir Bruger. O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) emitiu Parecer Prévio pela irregularidade das contas de 2014, de responsabilidade do então prefeito, Nacir Agostinho Bruger (gestão 2013-2016). O gestor recebeu três multas, uma para cada irregularidade encontrada na prestação de contas anual (PCA). Em janeiro, esse valor totaliza R$ 8.785,80.

Entre os itens apontados pela Coordenadoria de Fiscalização Municipal (Cofim) que resultaram no parecer pela desaprovação das contas de Nacir em 2014 está a ausência do encaminhamento do ato de nomeação dos membros do Conselho Municipal de Saúde que subscrevem o parecer desse conselho anexado à PCA.

As duas outras irregularidades se referem a falhas em repasses ao regime próprio de previdência social (RPPS). A Cofim comprovou falta de pagamento de aportes para cobertura do deficit atuarial, no valor de R$ 9.481,32, e falta de comprovação do destino de R$ 60 mil devolvidos à prefeitura pelo Fundo de Previdência dos Servidores de Turvo. Esse valor, referente à devolução de taxa de administração, foi repassado pelo RPPS mas não foi contabilizado pelo município em 2014.

A Comissão de Finanças da Câmara de Turvo deve seguir a orientação do TCE-PR e emitir parecer pela desaprovação das contas.

Jás as contas de 2016, também de responsabilidade de Nacir Bruger, ainda estão em análise no TCE e a Câmara de Turvo aguarda o parecer para iniciar os trâmites na Comissão de Finanças.

(Foto: Blog do Eloi)

COMENTÁRIOS