AgronegóciosEducaçãoEsporte e LazerGeralObituárioPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos
“GATO”

20 casas no Jardim das Américas estavam com “gato” de energia

Ligações irregulares foram desligadas na tarde dessa terça (12)

quarta-feira, 13 de junho de 2018 - 09:06:00

Vinte residências no Jardim das Américas estavam furtando energia elétrica, o popular “gato”. O caso foi denunciado pela Energisa à Polícia Militar no final da tarde dessa terça feira (12 de junho).

Com apoio policial, os técnicos da empresa foram até a Rua Adolfo Kollping desligaram as ligações e apreenderam os fios utilizados na irregularidade.

Os moradores das casas que estavam com ligações irregulares e que foram localizados em suas residências foram encaminhados até a 14ª SDP.

O QUE É GATO?

O gato de energia elétrica é uma técnica utilizada para furtar energia a partir de uma ligação clandestina. É feita uma ligação elétrica ilegal entre duas localidades, buscando desviar energia elétrica de outro estabelecimento ou residência, que pagará por todo o gasto de energia consumida.

Ou seja, o gato de energia elétrica é basicamente uma forma de furtar a energia do sistema de rede da cidade, sem pagar os valores consumidos. Por isso, embora muitas pessoas tenham dúvidas, é importante saber que esse tipo de atitude é penalizado pela lei brasileira e deve ser denunciada por todos.

É CRIME?

Embora muitas pessoas ainda tenham dúvidas, sim, fazer gato de energia elétrica é considerado um crime segundo a legislação penal brasileira. O Código Penal, buscando proteger as vítimas desse tipo de ação, enquadrou o gato de energia como um crime de furto.

O artigo 155 do Código Penal caracteriza o furto como “subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel”. Em seguida, o parágrafo terceiro define que “equipara-se à coisa móvel a energia elétrica ou qualquer outra que tenha valor econômico”.

Ou seja, o Código Penal buscou proteger especificamente as pessoas que são vítimas de furtos de energia elétrica, deixando clara sua intenção de tornar os gatos clandestinos um crime no país.

Além disso, é importante saber a pena aplicada para os indivíduos que se encontram nessa situação. A pena para esse tipo de crime é a mesma do furto simples, isto é, de 1 a 4 anos, mais pagamento de multa.

RISCOS

Além dos riscos criminais que envolvem o gato de energia elétrica, existem vários outros riscos relacionados a esse tipo de ação. Ao realizar a ligação clandestina, o indivíduo estará exposto a uma série de fiações energizadas, muitas vezes sendo necessário subir em postes de rua e ter contato com o sistema de energia da cidade.

COMENTÁRIOS