AgronegóciosEducaçãoEsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

Nada como um dia após o outro

por: Márcio Nei dos Santos

terça-feira, 26 de abril de 2016

Após a derrota do último sábado (dia 23), em casa, para a Copagril/Marechal Cândido Rondon, por 7x5, houve quem demonstrasse uma certa desconfiança com o Poker/Óleo Leve/Guarapuava Futsal. Afinal de contas, foi a segunda derrota na Liga Nacional de Futsal (LNF), que manteve a equipe na lanterna, sem somar nenhum ponto até o momento. Na segunda feira, porém, a goleada de 6x1 sobre o Umuarama Futsal, que levou os guarapuavanos à liderança do Campeonato Paranaense (com 16 pontos), devolveu ao torcedor a confiança de que o time deste ano, apesar de ter alguns problemas crônicos (como o de ter um elenco reduzido), pode sonhar com boas campanhas, tanto no Paranaense quanto na LNF.

Assim como no jogo de sábado, o técnico Banana não pode contar com o ala Daniel Feitosa, se recuperando de contusão. Como observado anteriormente, as opções do elenco deste ano são reduzidas, assim qualquer desfalque faz falta em um jogo, ainda mais em um clássico. Mesmo assim, o time de Guarapuava entrou em quadra determinado a apagar a má impressão deixada no final de semana.

A principal mudança foi no gol. Em vez de Marcão, Ramon assumiu a titularidade. O jovem goleiro, vindo do futsal nordestino, demonstrou algum nervosismo, principalmente nos primeiros minutos, mas no decorrer da partida fez defesas importantes, mostrando para o técnico (e para a torcida) que pode ser uma boa opção para a meta.

Com a bola rolando, as duas equipes tiveram cautela nos instantes iniciais, mas, aos seis minutos, Ramon lançou a bola para o ataque e Mauricinho desviou a bola de peito, enganando o goleiro Elton. Com a desvantagem,o Umuarama tentou reagir, mas virou uma presa fácil para os contra-ataques dos anfitriões. Dois minutos após o gol de Mauricinho, Felipinho completou jogada rápida, que pegou a defesa visitante desprotegida.

No final do primeiro tempo e início da segunda etapa, os umuaramenses esboçaram uma reação, adiantando a marcação e deixando os guarapuavanos sem muitas opções na saída de bola. A tática deu resultado aos dois minutos da etapa final: Sol Sales cruzou, Giovanni tentou tirar a bola, mas acabou desviando para dentro da meta.

O gol contra, no entanto, não abalou o time guarapuavano, tanto que, alguns instantes após marcar o autogol, Giovanni deu um passe preciso para Régis ampliar o placar para 3x1. O time de Guarapuava continuou com apetite no ataque e Felipinho marcou pela segunda vez, chutando na saída do goleiro: 4x1.

Na parte final da partida, um susto: o fixo Schneider, do Umuarama, caiu com a nuca no chão e teve convulsões. O atleta foi imobilizado e atendido pelo Dr Erick, médico do CAD. Após alguns minutos, o jogador estava acordado e passando bem, mas foi mantido em observação, como forma de precaução.

Sem conseguir mudar o panorama do jogo, o time de Umuarama arriscou o goleiro-linha nos minutos finais. Os donos da casa tiraram proveito e marcaram mais duas vezes com Régis (chutando para o gol vazio, após grande defesa de Ramon) e Matheus (um dos mais contestados na partida contra a Copagril e que demonstrou grande poder de reação frente ao Umuarama). Placar final: Guarapuava 6, Umuarama 1, garantindo a liderança provisória do estadual para os guarapuavanos.

O time de Guarapuava segue sua jornada nas duas competições simultâneas: Chave Ouro e LNF. Ssabendo que o caminho será tortuoso e que vitórias e derrotas fazem parte da jornada, a equipe tem a exata noção de onde pode chegar. O elenco já provou que tem qualidade e que tem boa possibilidade de fazer uma grande temporada. Assim, ficaremos na torcida por mais um ano vitorioso para o CAD.

 

COMENTÁRIOS





Clique Esporte

Márcio Nei dos Santos

Graduado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), atua como fotógrafo e repórter esportivo. Desde 2009, é redator do blog Clique Esporte.