AgronegóciosEducaçãoEsportesGeralPolíticaRegiãoSaúdeSegurançaVariedades
ColunistasVídeosÚltimasGaleria de Fotos

Sorte também faz parte

por: Márcio Nei dos Santos

quinta-feira, 24 de março de 2016

Jogando no ginásio Joaquim Prestes, na última quarta-feira (23), o Poker/Óleo Leve/Guarapuava Futsal venceu o Marreco Futsal, de Francisco Beltrão, por 4x2, garantindo seu segundo triunfo neste início de competição (na primeira rodada, a equipe bateu o Dois Vizinhos, fora de casa, por 2x0). Nesta estreia em casa, a torcida guarapuavana compareceu em bom número, demonstrando que está confiante no time que segue em busca de seu quatro título estadual.

Apesar do que possa sugerir o placar, o jogo não foi fácil para o Poker. Depois de um primeiro tempo com muitas chances perdidas, em que poderia ter construído uma boa folga no placar, o time de Guarapuava viu o adversário crescer no na segunda etapa e chegar bem perto do empate. Os beltronenses, porém, pararam na trave e em uma defesa de tiro-livre. Os guarapuavanos também contaram com uma expulsão no time do Marreco nos instantes finais, quando a pressão tinha tudo para ficar ainda mais forte. Com um jogador a mais em quadra, o time de guerreiros teve calma e classe para "matar" o jogo, garantindo a liderança do certame.

O jogo
Nos 20 minutos iniciais, o Guarapuava foi bastante superior, chegando com facilidade ao gol do Marreco. A falta de pontaria e de paciência, no entanto, faziam com que os donos da casa desperdiçassem muitas oportunidades. Mauricinho teve grande chance ao tentar aplicar um lençol no goleiro Nando (após bate rebate na área, em cobrança de falta), mas a bola bateu na trave. Felipinho fez grande jogada individual, envolvendo a defesa beltronense, mas concluiu para fora e Daniel Feitosa, ficou livre para marcar, mas também desperdiçou.

Depois de tanta pressão, o gol finalmente foi marcado, com pouco mais de 10 minutos jogados. Felipinho protagonizou outro lance genial, passando pela defesa pela ala, e cruzou para Matheus Cortez (que tinha acabado de entrar na partida), com liberdade, para marcar seu primeiro gol com a camisa do clube guarapuavano: 1x0.

Com o revés, o Marreco tentou reagir, principalmente nos chutes de longa distância de Rangel (jogador que defendeu o time de Guarapuava no ano de 2012). Nos últimos segundos da primeira etapa, em cobrança de falta, o fixo assustou o goleiro Marcão e a torcida, mas a bola passou raspando o alvo e foi para fora do gol.

No segundo tempo, percebendo que a vantagem de um gol era pequena, o Marreco voltou mais ofensivo, enquanto os guarapuavanos tentavam administrar o marcador e parar os adversários, cometendo algumas faltas nos minutos iniciais. Com isso, Rangel aparecia, novamente, como a grande ameaça, fazendo Marcão trabalhar bastante.

Mas quando parecia que o Marreco chegaria ao empate, o time de Guarapuava conseguiu mais um gol: Diego Fávero cobrou lateral e Mauricinho se adiantou de seu marcador, fuzilando o goleiro Nando.Logo depois os donos da casa chegaram ao terceiro. Daniel Feitosa mandou um chute de média distância, a bola desviou em Emerson e tirou Nando da jogada: 3x0.

Com a vantagem expandida no marcador, parecia que a vitória seria tranquila e por goleada. Mas só parecia. Doze segundos após o terceiro gol guarapuavano, Canhoto e Banana fizeram tabela rápida, descontando o marcador com um chute na saída do goleiro Marcão. O gol deu um novo "gás" para os visitantes, que tiveram sua grande chance quando a arbitragem marcou a sexta falta do Guarapuava. Na cobrança do tiro-livre, porém, Marcão defendeu o chute de Emerson, desviando a bola com a perna esquerda.

Ainda assim havia muito tempo para os beltronenses buscarem o empate e a pressão continuou forte. Neto Caraúbas mandou um belo chute, mas acertou a trave. Logo depois, Jhow entrou na posição de goleiro-linha e aproveitou rebote de Marcão para marcar o segundo do Marreco, quando ainda faltavam quatro minutos e meio para o apito final.

A situação se modificou de uma forma que parecia questão de tempo até o empate do Marreco, mas, faltando pouco mais de dois minutos, Canhoto se colocou à frente de Régis em cobrança de lateral e levou cartão amarelo. O problema era que o ala beltronense já tinha sido advertido com cartão e, desta forma, foi expulso. Além de Canhoto, o técnico Nelsinho Bavier também foi excluído, por reclamação.

Com um mais em quadra, os donos da casa precisaram apenas de 18 segundos para marcar pela quarta vez e "fechar a conta": Felipinho recebeu a bola, livre de marcação, e teve a calma para esperar a definição de Nando antes de estufar a rede. Nos instantes finais, o Marreco continuou tentando a jogada de goleiro-linha, mas quem teve a chance para chegar o gol, em duas oportunidades, foi o Guarapuava, com chutes de Régis e Marcão, para o gol desprotegido. No entanto, nas duas tentativas, os chutes foram para fora do alvo. Placar final: Guarapuava 4, Marreco 2.

Os próximos compromissos do time de Guarapuava, pela Chave Ouro, serão nos dias 2 de abril, fora de casa, contra o Cascavel Futsal, e no dia 9, em casa contra a ACF.


Ficha técnica
POKER ÓLEO LEVE GUARAPUAVA FUTSAL 4x2 CRESOL MARRECO FUTSAL
Segunda rodada do Campeonato Paranaense de Futsal, Chave Ouro
Data: 23/03/2016 (20 horas)
Local: Ginásio Municipal Prefeito Joaquim Prestes (Joaquinzão), em Guarapuava/PR
Público aproximado: 1.200 pessoas

POKER ÓLEO LEVE GUARAPUAVA FUTSAL
Começaram: Marcão; Régis, Adeírton, Felipinho e Mauricinho
Entraram: Matheus, Diego Fávero, Giovanni, Daniel Feitosa e Matheus Cortez
Técnico: João Carlos Barbosa (Banana)

CRESOL MARRECO FUTSAL
Começaram: Nando; Pabrio, Jardel, Emerson e Banana
Entraram: Magui, Canhoto, Rafinha, Rodriguinho, Rangel, Jhow e Neto Caraúbas
Técnico: Nelsinho Bavier

Gols do Guarapuava: Matheus Cortez (10'36"), Mauricinho (24'09"), Daniel Feitosa (25'51") e Felipinho (38'02")
Gols do Marreco: Canhoto (26'03") e Jhow (35'23")
Expulsões: Canhoto (Marreco) e Nelsinho Bavier (técnico do Marreco)

COMENTÁRIOS





Clique Esporte

Márcio Nei dos Santos

Graduado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), atua como fotógrafo e repórter esportivo. Desde 2009, é redator do blog Clique Esporte.